Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

CeMEAI apoia grupo de estudos de Deep Learning

CeMEAI apoia grupo de estudos de Deep Learning

Pesquisadores tentam fortalecer tecnologias desta área no Brasil

 

IMG 3045 IMG 3055

 

Denominado CeMEAI Deep Learning Study Group, acaba de ser criado um dos poucos grupos no país que se dedicará a estudar e propor tecnologias de Deep Learning, uma área de grande revolução dentro da Inteligência Artificial.

Quem coordena o grupo é o professor Luis Gustavo Nonato, do ICMC, que também é pesquisador do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI). Ele explica que esta área está muito relacionada a aplicações como compreensão do comportamento de clientes em e-commerce, reconhecimento facial e de fala, classificação de doenças e até autonomia dos carros.

“Essas técnicas de Deep Learning têm revolucionado muitas áreas do conhecimento e estão presentes em nosso dia-a-dia. Aqui no Brasil, existem pessoas trabalhando com Deep Learning, mas poucos são os grupos dedicados a realizar pesquisa no tema”, diz.

Pensando nisso e com o apoio de outros dois pesquisadores do CeMEAI, os professores Paulo José da Silva e Silva e Carlile Lavor, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC/Unicamp), o grupo brasileiro foi criado e as reuniões iniciaram em maio no ICMC, em São Carlos.

“Essa ideia surgiu quando nós três estávamos em universidades americanas e notamos que lá o tema está muito em alta. Quando retornamos ao Brasil, fomos procurar outras pessoas que conhecemos e que estão dispostas a aprender mais sobre o assunto e começamos a estudar”, explica Nonato.

Com participantes presenciais e alguns que acompanham as reuniões pela internet, em tempo real, o grupo reúne cerca de 50 participantes entre professores e pós-doutorandos.

“Neste semestre vamos estudar o livro Introduction to Deep Learning, da MIT - Massachusetts Institute of Technology. No segundo semestre, vamos formar subgrupos com foco em problemas particulares. Por exemplo, um tema de grande interesse na atualidade é compreender como os modelos de deep learning se configuram. Para os bancos, tal compreensão é de grande relevância para que possam garantir que tais modelos não estão discriminando certas classes de pessoas”, completou.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.