Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Projetos de pesquisadores do CeMEAI são premiados pela Google

Projetos de pesquisadores do CeMEAI são premiados pela Google

LARA 2019 concede R$ 2 milhões a trabalhos que melhoram a vida na sociedade

 

google 900x506

Foto: Nereu Jr./Google Divulgação

 

Com objetivo de premiar trabalhos inovadores de Ciência da Computação, a empresa Google realizou, em Belo Horizonte, a entrega da edição 2019 do Latin America Research Awards (LARA) que concede R$ 2 milhões em bolsas para trabalhos acadêmicos de tecnologia que podem melhorar a vida na sociedade.

Nesta edição, foram inscritos 679 trabalhos. Dos 25 premiados, dois estão ligados a pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) que trabalham com machine learning.

O aluno de doutorado Daniel Cestari, orientado por Rodrigo Mello, do ICMC/USP, teve premiado um dos únicos projetos teóricos denominado Projetando transformações de espaço do Kernel a partir de dados supervisionados. Segundo Melo, a pesquisa tem o intuito de melhorar o processo de classificação em aprendizado de máquina, por meio do projeto automático de kernel. “Com esse trabalho conseguimos reduzir a complexidade dos estudos em machine learning, tornando os modelos mais simples. Acredito que foi esse viés que chamou a atenção da Google, uma vez que os resultados afetam todas as aplicações nessa linha de pesquisa”, comentou.

E pelo segundo ano consecutivo, um trabalho orientado pelo pesquisador Anderson Rocha, da Unicamp, foi premiado pelo LARA. Denominado Combate a notícias falsas por meio da atribuição de autoria e análise de filogenia, a linha de pesquisa que conta com a contribuição do aluno de doutorado Antonio Theophilo luta contra as notícias falsas e também faz uma análise de mensagens em redes sociais.

Anderson explica que o projeto de pesquisa visa solucionar dois problemas desafiadores: atribuição de autoria e análise de filogenia de pequenas mensagens de texto postadas em plataformas de mídia social, mostrando como essas soluções podem auxiliar na identificação de informações falsas disseminadas em redes sociais.

“Diferentemente do que foi feito com textos mais longos, analisamos abordagens orientadas a dados sobre padrões estilísticos, explorando os recentes avanços das redes neurais profundas (deep learning) no campo de reconhecimento de padrões”, explica.

A pesquisa produz resultados que poderão ser utilizados por ONGs, agências de notícias, plataformas de mídia social e pessoas em geral. Além disso, esta pesquisa pode fornecer ferramentas apropriadas para análise de postagens on-line, levando em consideração sua disseminação e poder de influência.

Com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Antonio irá aprimorar os conhecimentos nesta área por doze meses na Carnegie Mellon University, Pittsburgh, nos Estados Unidos.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.