Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Outros

Professores da UNICAMP promovem atividades com escolas

Estudantes dos ensinos fundamental e médio visitaram a Universidade

 

Várias escolas tiveram a oportunidade de aproximar seus alunos do ambiente universitário. Em parceria com a UNICAMP, estudantes de ensino fundamental e médio puderam conhecer a UNICAMP e interagir com professores e alunos da universidade.

A primeira visita foi realizada no dia 30 de março. Alunos de ensino médio da Escola Dom João XXIII, de Americana, foram recebidos pelos professores Lúcio Tunes dos Santos, coordenador de educação e difusão do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), e Laura Rifo, também pesquisadora do CeMEAI e coordenadora regional da OBMEP.

No dia 19 de abril, foi a vez de mais quatro escolas marcarem presença na universidade: Escola Municipal Doutor Pedro Afonso Junqueira, Escola Municipal Maria Ovidia Junqueira, CAIC Professor Arino Ferreira Pinto e Escola Estadual Professor José Castro de Araújo - todas de Poços de Caldas (MG). Os alunos que participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) conheceram o Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC), o Instituto de Estudo da Linguagem (IEL) e fizeram parte do Ponto Poema, uma oficina de produção de objetos poéticos organizada pelo projeto Aluno-Artista do Serviço de Apoio ao Estudante (SAE) da UNICAMP. A visita dos mineiros fez parte do projeto OBMEP na UNICAMP, coordenado pelos professores Laura e Lúcio e que conta com o apoio do CeMEAI, da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UNICAMP e do IMECC.

Em comemoração ao dia da matemática, celebrado no dia 6 de maio, os professores fizeram o caminho inverso e, no último dia 3, foram até Americana e visitaram a Escola Dom João XXIII. Eles apresentaram o filme “Planolândia” e conversaram com os estudantes sobre a obra.

As visitas continuam na próxima quarta-feira (17), quando o Colégio Monteiro Lobato, de Itu, visitará a UNICAMP. Mais uma vez, os professores Lúcio e Laura receberão os alunos.

O projeto de visitas das escolas vai ao encontro da política da Universidade de ampliar o acesso a estudantes provenientes de escolas públicas, além de permitir o desenvolvimento de aspectos relevantes à formação cidadã dos alunos. Uma das consequências imediatas do projeto é mostrar a UNICAMP como opção real para alunos que já mostraram habilidade e se destacaram entre seus pares pelo seu rendimento na OBMEP.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mestrado profissional voltado à indústria abre inscrições

MECAI é iniciativa do ICMC e do CeMEAI

 

mecai

 

Nesta quarta-feira (10), o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos abriu as inscrições para o processo seletivo do Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (MECAI). A iniciativa está ligada ao Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP.

A turma que ingressará em 2017 será a quarta do curso. Neste ano, são oferecidas 15 vagas na ênfase em Ciência de Dados: Aplicações em Agricultura, Saúde, Finanças e Infraestrutura. “O público-alvo do MECAI são, essencialmente, profissionais da indústria, com formação nas áreas de atuação do programa (Matemática, Estatística e Computação) e que desejam aprimorar seus conhecimentos, sobretudo para o desenvolvimento de soluções inovadoras nas empresas em que trabalham”, comenta Ellen Francine Barbosa, coordenadora do MECAI e professora do ICMC. “Também vale destacar a estreita relação do MECAI com o CeMEAI, por meio da qual tem sido possível estabelecer contatos e promover parcerias com empresas e profissionais da indústria, de modo a fomentar o desenvolvimento de pesquisa aplicada nas áreas de atuação do MECAI ao setor produtivo”, ressalta.

O mestrado profissional é um dos únicos do país que aborda, de forma abrangente, áreas específicas da matemática, estatística e computação aplicadas à indústria. “O MECAI tem como principal objetivo aprimorar a formação dos profissionais e atender às demandas específicas do setor produtivo a fim de viabilizar a geração de produtos e/ou aplicações inovadoras, de forma que empresas e entidades afins tornem-se mais competitivas tanto no cenário nacional como no internacional”, conclui a coordenadora.

O processo seletivo será realizado em uma única etapa e a divulgação do resultado final, com convocados para a matrícula e lista de espera, está prevista para ocorrer até o dia 3 de julho. Mais informações podem ser encontradas no edital completo do processo seletivo. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 12 de junho no site da Pós-Graduação do ICMC.

Pós-graduação no ICMC - Os programas de pós-graduação do ICMC estão entre os melhores do país, tendo formado um número expressivo de mestres e doutores que hoje ocupam posições em prestigiadas empresas e em unidades de ensino e pesquisa no Brasil e no exterior. Além do recém-criado MECAI, há três outros programas com mestrado e doutorado: o de Ciências de Computação e Matemática Computacional, o de Matemática e o Programa de Pós-Graduação em Estatística, em parceria com a Universidade Federal de São Carlos. O ICMC participa ainda do Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (ProfMat), em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

A qualidade dos Programas de Pós-Graduação do ICMC foi reconhecida na última avaliação trienal realizada pela CAPES (2013). Em uma escala de 1 a 7, a instituição concedeu nota máxima (7) ao Programa de Pós-Graduação em Matemática, expressando a excelência constatada em nível internacional, e nota 6 ao Programa de Pós-Graduação em Ciência de Computação e Matemática Computacional.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Serviço de Pós-Graduação do ICMC: (16) 3373-9638

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CeMEAI é apresentado em workshop no Japão

Evento ocorreu durante visita de avaliação das cidades-sede para o ICIAM 2023

 

0329 IMG 8874

 

O diretor do CEPID-CeMEAI José Alberto Cuminato participou de duas atividades internacionais junto ao Conselho Internacional de Matemática Aplicada e Industrial (ICIAM) onde é diretor tesoureiro. Acompanhado da presidente Prof. Maria J. Esteban e dos também membros diretores da Organização Prof. Barbara Lee Keyfitz e Prof. Sven Leyffer, a comissão viajou a Seul, na Coreia do Sul, e Tóquio, no Japão, para uma visita técnica a estas cidades finalistas e que concorrem para sediar o ICIAM de 2023.

O Congresso ocorre a cada quatro anos e cumpre uma série de protocolos. Entre eles, as vistorias dos locais onde serão realizados, bem como toda infraestrutura para os participantes. “Essa comissão tem como objetivo confirmar as informações descritas nas propostas apresentadas pelas cidades concorrentes”, explicou Cuminato.

Na sequência, cada membro da comissão apresenta relatórios para a decisão final do Conselho, que ocorrerá em maio deste ano.

Durante as visitas, são trocadas experiências sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos internacionalmente. E em um workshop, promovido em Tóquio, o CeMEAI foi apresentado ao grupo. “Falamos sobre a estrutura do nosso CEPID, sobre as principais pesquisas e resultados obtidos junto à matemática aplicada às indústrias”, comentou Cuminato.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisador da Universidade de Portsmouth ministra palestra na USP em São Carlos

Apresentação será realizada no início da próxima semana

 

foto3

 

Na próxima segunda-feira (10), o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos receberá o pesquisador Chandra Irawan, do Departamento de Matemática da Faculdade de Tecnologia de Portsmouth, na Inglaterra.

Irawan é membro do Centro de Pesquisa Operacional e Logística (CORL) da Universidade de Portsmouth e é especialista em técnicas multiobjetivo. A visita é consequência do projeto de Irawan que foi aprovado pelo programa Research Mobility and Young Investigator Awards for UK Researchers in Brazil, uma chamada conjunta das fundações Newton Fund, FAPESP, CONFAP e UK Academies. Irawan ficará no Brasil durante todo o mês de abril trabalhando com a professora Helenice Silva, do Instituto de Biociências da UNESP em Botucatu e pesquisadora do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI). O pesquisador também dará uma palestra no Instituto de Biociênicas, Letras e Ciências Exatas (IBILCE) em São José do Rio Preto.

A palestra “An integrated framework for maintenance scheduling and routing at an offshore wind farm” será realizada às 14h na sala 4-001 do ICMC. O evento é aberto ao público e não é necessária inscrição prévia. Veja abaixo mais detalhes da apresentação:

Abstract

The paper proposes a framework for the integration of tactical and operational optimisation models for the dynamic maintenance scheduling and routing at an offshore wind farm. The tactical optimisation Maintenance Scheduling Model (MSM) finds the optimal schedule for preventive maintenance for a medium-term (monthly) period. The operational Maintenance Routing Model (MRM) is a daily model-based optimisation which considers both preventive maintenance and corrective maintenance tasks. In the MRM, the turbines that need preventive maintenance tasks are determined by MSM whereas the corrective maintenance ones are based on updated information on a daily basis. The MRM aims to generate the optimal routes for the crew transfer vessels to service the turbines along with the number of technicians required for each vessel. In case that in the solution generated by MRM there are some turbines that cannot be maintained due to lack of resources, the monthly maintenance activities are rescheduled by solving the MSM considering the delayed turbines. We develop a mixed integer linear program (MILP) for each model (MSM and MRM) which considers several constraints such as the availability of vessels, the specification of the vessel, and the number of technicians available at the O&M base. The MRM needs to be solved quickly as this model deals with daily maintenance activities. Therefore, we also propose two alternative solution methods for this problem which are based on Dantzig-Wolfe decomposition method and matheuristic approach. The computational analysis reveals that the proposed solution methods produce competitive solutions compared to the exact method.

Key words:  Maintenance scheduling, routing problem, offshore windfarm.

Biography

Chandra Irawan has been a research fellow in the Department of Mathematics at the University of Portsmouth involved in the Leanwind Project (EU 7th Framework Programme project) since September 2014. He holds a PhD in Management Science from University of Kent UK in 2014. He got his MSc and BSc in Industrial Engineering from Bandung Institute of Technology (ITB) Indonesia. His main Research Interests are in facility location problems, offshore wind farm, and meta-heuristic methods. He has published papers in various international journals such as The European Journal of Operational Research, Computers & Operations Research, Journal of Heuristics, Journal of Global Optimization, and Renewable Energy.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Íntegra - Palestra "Data Mining para o século XXI"

 

Na última sexta-feira (24), o professor João Gama, da Universidade do Porto, falou dos desafios da mineração de dados no século XXI. A palestra foi realizada no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos. Assista à íntegra da apresentação:

 

Na última sexta-feira, o professor João Gama, da Universidade do Porto, falou dos desafios da mineração de dados no século XXI. A palestra foi realizada no Icmc Usp. Assista à íntegra da apresentação:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Sexta, 31 de março de 2017

Pesquisadores do CeMEAI são premiados em conferência internacional de estatística

II LACSC foi realizada no Chile na última semana

 

IMG 5390

 

Entre os dias 9 e 11 de março, foi realizada a 2º edição da Latin American Conference on Statistical Computing (II LACSC) em Valparaiso, no Chile.  O evento reuniu pesquisadores que utilizam métodos estatísticos e computacionais para compartilharem e discutirem formas de melhorar o acesso ao conhecimento e promover colaborações interdisciplinares.

Os pesquisadores Anderson Ara, Francisco Louzada Neto e Nikolai Kolev, do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), foram contemplados com o prêmio de melhor pôster do evento com o artigo “A comparison of copula methods in bayesian network classifiers”. A premiação gratifica o artigo que, além de comparar métodos recentes na área de classificação estatística, introduz um novo método.

O artigo premiado tem por objetivo comparar os métodos de Copula Network Classifiers (CNC) e Pair-copula Bayesian networks (PCBN) São modelos com alta capacidade preditiva, pois tentam capturar a dependência multivariada entre as informações consideradas através da função de cópula. Os resultados mostram que o método PCBN possui maior capacidade preditiva nos casos analisados.

O artigo também traz uma nova proposta, uma modificação do método PCBN via utilização de estimadores não paramétricos. Este novo método foi batizado pelos autores de Kernel Paried Copula Bayesian classifier (KPCBC). O novo método teve maior capacidade preditiva para todos os casos analisados, superando os métodos anteriores e outros métodos tradicionais de classificação, como Support Vector Machine e Regressão Logística.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisadores da Universidade de Fullerton vêm ao Brasil a convite do CeMEAI

Visita começou na última segunda-feira (16)

 

IMG 6378

  Da esquerda para a direita: Matthew Salkin, Jacob Cupul, Chales Lee, Elias Helou Neto e Luiz Ramirez

 

Quatro pesquisadores da Universidade de Fullerton, na Califórnia (EUA), estão em São Carlos (SP) desde a última segunda-feira (16) a convite do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI). O professor Charles Lee, do Departamento de Matemática, veio acompanhado pelos alunos de mestrado Matthew Salkin, Luiz Ramirez e Jacob Cupul.

“Nós estivemos aqui em maio do ano passado para conhecer o ICMC. São seis blocos de um instituto estudando matemática, e isso nos deixou fascinados. Por isso, voltamos agora e estamos analisando as chances de desenvolvermos trabalhos em conjunto”, conta o professor Lee.

O professor Elias Helou Neto, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação e pesquisador do CeMEAI, está acompanhando o grupo. Helou desenvolve um trabalho no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas, que tem muito a ver com os estudos dos pesquisadores de Fullerton.

“Estamos trabalhando com técnicas de reconstrução de imagens. Mais especificamente, buscamos algoritmos mais rápidos para reconstruir imagens de raio-x. É um trabalho muito desafiador, porque não é algo que estudamos na nossa grade de aulas, mas é muito bom estudar algo além do que já vimos sobre matemática e tem sido um prazer trabalhar com o professor Elias. O trabalho dele é impressionante. Fiquei particularmente deslumbrado com a matemática que é desenvolvida aqui”, salienta Cupul.

Luiz Ramirez foi outro a elogiar o trabalho do pesquisador do CeMEAI. “O professor tem muito conhecimento sobre o assunto. O projeto é algo que nunca vimos antes e a linguagem de programação não é muito familiar para nós, mas com certeza estamos tendo a ajuda de que precisamos”, comenta.

Os pesquisadores ficam em São Carlos até amanhã e ainda visitam o LNLS em Campinas na sexta (20) antes de voltarem para os Estados Unidos. Para eles, apesar de curta, a viagem tem sido muito proveitosa. “Com o trabalho, nós queremos conseguir um algoritmo mais rápido, mas não é só isso. Também queremos expandir nossos horizontes, aprender coisas novas e trabalhar em países diferentes e com pessoas diferentes”, diz Salkin. “O projeto é novo, mas começou muito bem. Espero que possamos voltar e que professores daqui nos visitem em Fullerton para criarmos uma relação que seja boa para os dois lados”, finaliza o professor Lee.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ag fapesp logo alt

A ciência brasileira vivenciou nas últimas décadas, em todas as áreas do conhecimento, uma grande expansão. Esse crescimento pode ser observado tanto em relação ao número de mestres e doutores formados quanto ao de artigos publicados em revistas indexadas. O desafio agora é melhorar a qualidade e aumentar o impacto acadêmico e socioeconômico dessa produção científica.

Caminhos para alcançar esse objetivo foram debatidos por destacados membros do meio acadêmico que, a convite da FAPESP, estiveram reunidos no simpósio “Desafios para a Ciência e Tecnologia no Brasil”. O evento, realizado no dia 23 de novembro, integrou as comemorações do centenário da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

 

 

Professor da PUC-RS apresenta modelo de negócio inovador

Parque Científico e Tecnológico estimula pesquisa entre universidade e empresas

 

IMG 6051IMG 6063

 

O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC-USP) recebe nesta semana o Prof. Avelino Zorzo, da PUC-RS. Além de participar de uma banca de concurso, o professor, que é membro do comitê do CAPES e diretor de educação da SBC, ministrou palestra na última quinta-feira, 20, para alunos, professores do ICMC e pesquisadores do CEPID-CeMEAI.

Ele falou sobre um modelo de negócio inovador criado na PUC-RS, o Tecnopuc, um Parque Científico e Tecnológico que estimula a pesquisa e a inovação articulando academia, instituições privadas e governo.

Zorzo dividiu experiências sobre este trabalho que é realizado com 120 empresas de diferentes portes, entidades e centros de pesquisa que estão sediados nos municípios de Porto Alegre e em Viamão, ambos no Estado do Rio Grande do Sul. O Tecnopuc soma mais de 6,3 mil postos de trabalho.

“Se tivermos mais modelos como este, a sociedade entende melhor e criaríamos um ambiente no país que acaba melhorando a sociedade como um todo, melhorando a vida de todo mundo. O papel da gente ficar divulgando também é dizer que é possível fazer”, comentou o professor.

O pesquisador do CeMEAI Adenilso Simão disse que foi uma ótima oportunidade para aproveitar a experiência, essa possibilidade de divulgação e caminhar no sentido de criar condições para desenvolver o mesmo modelo de negócio. “A empresa estando na universidade, a interação é muito mais simples e potencializada. Esse é um modelo referência e que devemos nos basear”.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Oficina que aborda a teoria dos grafos é levada a escola de Ibitinga

Apoio é do CeMEAI e do Programa Embaixadores da Matemática IME/USP

 

socorro2socorro1

 

Abordar a Teoria dos Grafos de forma simples, permitindo a aplicação de atividades divertidas e dinâmicas, a fim de estimular o interesse dos alunos no estudo de Matemática é o principal objetivo do projeto "Matemática Discreta: Modelando a Realidade", coordenado pela professora Maria do Socorro Nogueira Rangel, do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE) da UNESP em São José do Rio Preto.

A atividade proposta conta com o apoio do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e do Programa Embaixadores da Matemática do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP em São Paulo, tem caráter interdisciplinar e consiste em determinar um roteiro de viagem que inclua 20 cidades brasileiras.

No último dia 23 de setembro, a cidade escolhida foi Ibitinga, no interior de SP. Participaram da Oficina cerca de 40 pessoas (alunos e professores de matemática) do ensino fundamental e médio.

As atividades se basearam no “Jogo de Hamilton” (Icosian Game, ou A Voyage round the world) que é trazido para o contexto brasileiro e “O Problema do Caixeiro Viajante”.

A professora Socorro explica que, inicialmente, foi feita a projeção e entrega de um mapa do Brasil, exibindo a cidade de Ibitinga e outras 19 cidades brasileiras (capitais de estados). “Na sequência, o problema é enunciado: encontrar um roteiro de viagem que, partindo de uma das cidades, inclua as outras 19 cidades apenas uma vez e retorne ao ponto de partida”.

Materiais de apoio são entregues aos alunos que aprendem conceitos básicos de Teoria dos Grafos: circuitos hamiltonianos, valor de um circuito, entre outros.

“Para concluir, fizemos uma breve discussão sobre a importância da Teoria dos Grafos na solução de outros problemas do dia a dia”, comentou Socorro.

Ainda segundo a professora a Teoria dos Grafos não está incluída no ensino fundamental e médio e em geral, não faz parte do currículo dos cursos de licenciatura em Matemática. “A reação positiva dos alunos foi muito acima da nossa expectativa. Trata-se de uma escola diferenciada, tanto em termos didáticos como administrativos. Durante a oficina pudemos perceber o vínculo dos alunos com as professoras de matemática e a concentração total para realizar as atividades propostas”.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Página 3 de 6