Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Outros

Sistema de avaliação de pesquisador do CeMEAI é usado na Biblioteca do ICMC

O “SAO” foi disponibilizado esta semana

biblioteca

Visitantes e usuários da Biblioteca Professor Achille Bassi, do ICMC, passaram a ter disponível o Sistema de Avaliação Online (SAO) para expressar a opinião sobre os serviços oferecidos. Segundo a bibliotecária Regina Célia Vidal Medeiros, chefe da seção de Atendimento ao Usuário, o sistema começou a ser adaptado para a finalidade há cerca de 6 meses e agora já pode ser acessado de qualquer lugar.

O SAO foi desenvolvido pelo grupo de Modelagem de Risco do pesquisador e coordenador de transferência de tecnologia do CEMEAI, Francisco Louzada. Ele já foi utilizado em mais de 40 eventos, tanto no Brasil como no exterior. É preciso preencher um formulário curto, com dados como sexo, idade, categoria (professor, aluno, funcionário, outros) e indicar a unidade do ICMC. Depois começam as perguntas (são mais de 30) sobre o prédio como a qualidade dos equipamentos oferecidos, se o ambiente é silencioso, se está limpo, se os livros são encontrados com facilidade, se o atendimento é bom, etc. Há cinco estrelas enfileiradas para cada resposta. E o usuário escolhe o número de estrelas que quer atribuir ao serviço questionado. Também há espaço para sugestões, críticas ou observações sobre a Biblioteca.

A iniciativa faz parte do PAQ, Programa de Avaliação da Qualidade de Produtos e Serviços, realizado pela da Biblioteca do ICMC há mais de 10 anos. Cada vez que o questionário é finalizado, as respostas vão para um banco de dados e são convertidas em resultados balizados por tabelas e gráficos, mostrando para os responsáveis pela Biblioteca as informações. Tudo feito em tempo real por meio de um relatório online.

O questionário está disponível no site do ICMC.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A Matemática na película de sabão

A Matemática na película de sabão

Pesquisador do CeMEAI ensina estudantes de maneira divertida

lucio1        lucio2

          

O Coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento do CeMEAI, Lúcio Santos, usa a matemática para chamar a atenção dos estudantes. Ele fez recentemente uma oficina para alunos do ensino médio. Todos da Escola Estadual João XXIII, de Americana, no interior de São Paulo. O professor falou sobre “a otimização e as conexões ótimas com película de sabão”.

Na oficina, foi discutida a maneira de encontrar o menor caminho para conectar um número finito de pontos em um plano. O problema é conhecido como “Problema de Steiner”, em homenagem ao matemático alemão Jakob Steiner (1796-1863). Steiner estudou o problema de encontrar um único ponto que se conectasse com todos os demais pontos de uma forma ótima, ou seja, de menor comprimento.

Para facilitar a compreensão dos alunos, o pesquisador usou exemplos simples. Em um deles, consideram-se os pontos A, B e C. A conexão ótima, no caso, é criar um “novo” ponto “P” e ligá-lo aos demais. No ponto P os 3 ângulos formados pelas conexões são todos iguais a 120 graus. Com 4 pontos, A, B, C e D, a conexão ótima possui dois “novos” pontos: “P” e “Q” (veja figuras abaixo). E novamente os ângulos formados pelas conexões são iguais, com 120 graus cada.

imagem 1          imagem 2

Em 1968 foi deduzida uma estimativa para o comprimento mínimo de conexões desse tipo, mas só em 1991 houve uma prova matemática para comprovar o fato. Para exemplificar as conexões ótima, podem ser usadas duas placas de acrílico (por exemplo, capas de CD) com pinos (palitos) de tamanhos iguais que representam os pontos. Ao serem mergulhadas em água e sabão, forma-se uma película entre os pinos, representando as conexões ótimas entre os pontos (veja figuras abaixo).

figura 3          figura 4

O professor Lúcio também levou armações de arame, onde a superfície formada pela película de sabão exibe características semelhantes às conexões ótimas de Steiner (veja figuras abaixo).

figura 5          figura 6

A receptividade dos alunos foi excelente, principalmente em relação ao uso de materiais não usualmente presentes em sala de aula e à simplicidade dos experimentos. Isso demonstra a importância da construção de exemplos simples e diretos, que contribuam para um melhor entendimento dos conceitos e para a diminuição do “temor” que muitos têm da Matemática.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: arquivo pessoal / Lúcio Santos

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Dois consultores da Fapesp visitam a USP em São Carlos

Eles vieram avaliar o trabalho do CeMEAI

Nesta terça-feira (24) dois consultores da Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – estiveram na USP em São Carlos. Carlos Antonio Balseiro e Faruk José Nome Aguilera permaneceram por quase quatro horas no ICMC, Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Vieram com a missão de avaliar o trabalho desenvolvido no CeMEAI – Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria.  O CeMEAI é um dos 17 Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela Fapesp no Estado de São Paulo.

Os consultores fazem parte do Comitê de Avaliação da Fapesp. Carlos Antonio Balseiro é físico argentino e professor titular na Universidade Nacional de Cuyo. Faruk José Nome Aguilera é chileno e docente na Universidade Federal de Santa Catarina, na área de Química Orgânica.

Cada CEPID tem os resultados e planos de pesquisa avaliados no 2°, 4° e 7° anos de criação. Esta foi a primeira avaliação feita no CeMEAI, que começou a funcionar no final de 2013. Na reunião, o diretor do Centro, José Alberto Cuminato, explicou a estrutura dele, citando as instituições associadas. Falou também da missão dos pesquisadores, que ele definiu como “irradiar as ciências matemáticas aplicadas à indústria, que vão além da ciência acadêmica. São ciências vivas que contribuem para o desenvolvimento do país e precisamos semear essa ideia”.

Depois do diretor, para exemplificar melhor as parcerias do CeMEAI, quem usou a palavra foi o professor Francisco Louzada, que também é o coordenador de Transferência Tecnológica do CEPID. Hoje são 61 projetos com a indústria. Louzada citou alguns deles, como o que otimiza a produção de frangos em granjas na região de Jundiaí, o sistema que detecta talentos esportivos (já posto em prática em uma escolinha de futebol) e o que traça a melhor rota de navios e otimiza o abastecimentos das embarcações nas plataformas de petróleo da Petrobrás. O pesquisador ressaltou ainda os workshops realizados ou apoiados pelo CeMEAI, usando o exemplo do Sistema de Avaliação Online (SAO) que usa a estatística para ter um feedback do evento. A SBPC 2015 – reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – implantou o sistema para saber a opinião de quem tinha visitado a Feira, realizada em julho deste ano na Universidade Federal de São Carlos.

Lúcio Tunes dos Santos, Coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento, discorreu sobre a importância de se aproximar a matemática dos estudantes, o que já é feito por meio de visitas a escolas. Outra possibilidade de despertar o gosto pela ciência é desenvolver kits didáticos de experimentos, o que já está sendo aprimorado pelos pesquisadores. “Nós também pretendemos fazer pequenos vídeos, de 3 ou 4 minutos de duração, como material de divulgação nas escolas”, ressaltou o coordenador.

Em seguida, quem falou foi o Gerente de Educação e Difusão do Conhecimento, Gustavo Faria. Segundo ele, os três focos do CeMEAI são o público em geral (leigo), os cientistas e os empresários. Foram exibidos durante a apresentação alguns dos vídeos e textos feitos pela Assessoria de Comunicação do Centro, já disponíveis em redes sociais e no site do centro. Faria comentou sobre a repercussão das notícias na mídia, o que despertou, em alguns casos, o interesse de empresas, que entraram em contato para firmar parcerias.

Por fim, quem se apresentou foi o vice-diretor do CeMEAI, José Mario Martínez. Ele elencou dez tópicos sobre o CEPID na sociedade. Falou sobre a necessidade de se eliminar o que chamou de “analfabetismo matemático”, termo relativo a quem não sabe matemática e não tem vergonha disso. Mas não era da matemática complicada que ele se referia. Ele atentou para a necessidade de saber, por exemplo, calcular juros simples para que consumidores não se endividem na hora de escolher um empréstimo. Entender a matemática em situações do dia a dia ajudaria a sociedade a se desenvolver mais. Martínez também abordou a questão da capacitação de recursos humanos, e citou um novo curso de pós-graduação que deve ser lançado pela Unicamp: Matemática Interdisciplinar. O pesquisador também comentou a necessidade do CEPID  manter a produção científica convencional em alto nível, para que o CeMEAI tenha credibilidade.

Terminadas as apresentações, os consultores formularam algumas perguntas e tiveram as dúvidas esclarecidas. Eles também estão visitando e avaliando outros CEPIDs e cada consultor prepara um relatório com as suas observações. Todos os relatórios são discutidos entre os integrantes do comitê (são cerca de 13 consultores distribuídos para as avaliações) e depois são submetidos à Fapesp, que traça um parecer de cada Centro.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Aluna de pesquisador do CeMEAI recebe menção honrosa da Capes

Diana Milena Galvis Soto se destacou na área de Probabilidade e Estatística

 

A tese de doutorado da aluna do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) da Unicamp, Diana Milena Galvis Soto, recebeu menção honrosa do Prêmio Capes de Teses 2015 pelo trabalho “Análise Bayesiana de modelos de regressão para dados de proporções na presença de zeros e uns”. O trabalho foi orientado pelo professor do Departamento de Estatística e pesquisador do CeMEAI Victor Hugo Lachos Dávila.

Diana é professora da Universidad Del Quindio, na Colômbia, onde fez a graduação em Matemática e Computação em 1999, e mestre em Estatística pelo IME-USP em 2004. A tese premiada foi defendida na Unicamp em 2014. Durante o doutorado, Diana teve 3 artigos publicados em revistas especializadas na área de Probabilidade e Estatística.

Parte deste trabalho tinha recebido menção honrosa no VII Encontro de Estudantes de Pós-graduação no IMECC/Unicamp em 2013. A cerimônia do prêmio Capes de Teses 2015 está marcada para o dia 10 de dezembro, em Brasília.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Firmado convênio entre a Reenvolta e o CeMEAI

É a Modelagem Estatística auxiliando a gestão de resíduos sólidos

A Reenvolta Socioambiental é a mais nova parceira do CeMEAI. A cooperativa de trabalho de profissionais da área socioambiental firmou convênio com o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria para que os pesquisadores da área de Modelagem de Risco atuem como facilitadores, desenvolvendo ferramentas estatísticas adequadas para a gestão dos resíduos sólidos municipais. Para o pesquisador Francisco Louzada, “com isso os gestores terão a possibilidade de visualizar de forma inteligente não só o quanto se produz do resíduo nos municípios, mas também poderão saber para onde eles estão sendo levados e se o que é descartado tem potencial para ser reciclável.”

O convênio inclui várias fases – entre elas, o estudo da problemática relacionada aos resíduos sólidos, o desenvolvimento de modelos estatísticos que descrevam formas de otimizar a coleta e sensibilizar as pessoas para a adoção de hábitos sanitários mais saudáveis e a validação das soluções. A parceria – válida desde terça-feira (29/09) – tem duração de um ano, podendo ser prorrogada até atingir cinco anos.

O CeMEAI tem hoje cerca de 50 projetos desenvolvidos em parcerias com as indústrias.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Trabalho de pesquisadores do CeMEAI é adicionado ao banco de dados da NASA

Artigo já está disponível online

nasa

O trabalho “Large Eddy Simulations of Convergent-Divergent Channel Flows at Moderate Reynolds Numbers”, produzido pelos alunos Luiz Schiavo e Antonio Jesus e pelos pesquisadores do CeMEAI João Azevedo e William Wolf, foi requisitado pela NASA para que pudesse ser adicionado ao banco de dados da Agência Espacial dos Estados Unidos.

O artigo será publicado no International Journal of Heat and Fluid Flow em dezembro, mas já está disponível online desde agosto. Dois dias depois da publicação na internet, a NASA entrou em contato com os pesquisadores responsáveis para adicionar o trabalho ao seu repositório TMR (Turbulence Modeling Resource), maior e mais acessado banco de dados de pesquisas sobre escoamentos turbulentos para aplicações aeroespaciais.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Vídeo do CeMEAI esclarece jovens sobre as aplicações da Matemática

O trabalho será enviado à Academia Brasileira de Ciências

 

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) completa 100 anos em 2016. E para comemorar a data, pediu aos pesquisadores que preparassem vídeos sobre as pesquisas de ponta feitas atualmente no Brasil. O material vai fazer parte de uma linha do tempo interativa, dentro da programação das atividades. O diretor do CeMEAI, José Alberto Cuminato, foi um dos acadêmicos convidados a participar desta iniciativa.

A Academia também estipulou algumas regras em relação aos materiais que deveriam ser entregues pelos pesquisadores. Entre elas, a de terem duração máxima de 3 minutos, em linguagem acessível para jovens de 13 anos. A ABC também ressaltou que tudo o que for recebido será avaliado e que poderá ser usado em escolas ou na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

O CeMEAI vai participar das comemorações e enviará à Academia um vídeo com duração aproximada de 2 minutos e meio, onde é ressaltada a missão do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria, mostrando também o uso da Matemática nas empresas e no nosso dia a dia.

O vídeo foi apresentado pela primeira vez no encerramento do 1° Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais, realizado na semana passada em São Carlos.

Confira o resultado na íntegra:

 

Você, que não sabe como vai usar a matemática na sua vida: dê uma olhadinha no vídeo que a gente fez para os 100 anos da Academia Brasileira de Ciências: http://goo.gl/be4AsQ

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta, 17 de setembro de 2015

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Consultores Internacionais visitam o CeMEAI

Consultores Internacionais visitam o CeMEAI

Eles ficam na USP em São Carlos hoje e amanhã 

Três integrantes do Comitê Consultivo Internacional (IAC – International Advisory Committee) do CeMEAI estão na USP em São Carlos hoje (14/09) e amanhã (15/09). Eles vieram visitar o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria e conhecer os projetos em andamento.

Pela manhã, Joaquim Júdice (Universidade de Coimbra, Portugal), Willam Meeker (Universidade Estadual de Iowa, EUA) e João Fernando Gomes de Oliveira (Universidade de São Paulo, Brasil) acompanharam as exposições do diretor do CeMEAI, José Alberto Cuminato, do Coordenador de Transferência Tecnológica, Francisco Louzada, e do Coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento, Lúcio Tunes dos Santos. Eles falaram sobre os trabalhos desenvolvidos nos dois anos de existência do CEPID-CeMEAI. Cinquenta e nove projetos estão em andamento (15 em Otimização, 12 em Mecânica dos Fluidos, 13 em Inteligência Computacional e 19 em Modelagem de Risco). São cerca de 35 parceiros entre instituições e empresas.

Durante a tarde, outros professores do CeMEAI também mostraram aos representantes do Comitê os projetos em andamento. Os docentes que fizeram apresentações foram: Franklina Toledo (ICMC/USP), Leandro Franco de Souza (ICMC/USP), José Mario Martínez (IMECC/Unicamp), João Luiz Azevedo (IAE), André Ponce de Leon de Carvalho (ICMC/USP), Alexandre Delbem (ICMC/USP), Luis Gustavo Nonato (ICMC/USP) e Gustavo Buscaglia (ICMC/USP). Além deles, os alunos Alexandre Maiorano (USP/UFSCar) e Alfredo Jaramillo (USP) também se apresentaram. A visita termina nesta terça-feira por volta das cinco horas da tarde.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: João Terezani - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisadores do ICMC recebem menções honrosas da CAPES e da SIBGRAPI 2015

Luis Gustavo Nonato e Afonso Paiva, do CeMEAI, estão entre os premiados

capes          sibgrapi

Dois projetos que envolvem pesquisadores do CeMEAI foram contemplados com menções honrosas. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) concedeu ao aluno do ICMC, Wallace Correa de Oliveira Casaca, a menção honrosa do Prêmio Capes de Tese 2015 na área de Ciências da Computação. O prêmio é pelo trabalho acadêmico “Estudo do Laplaciano do grafo para o problema de clusterização espectral e segmentação interativa de imagens”. A tese foi defendida em 2014 no Programa de pós-graduação de Ciências da Computação e Matemática, sob a orientação do pesquisador do CeMEAI Luis Gustavo Nonato. E já tinha sido selecionada em primeiro lugar, entre 25 trabalhos de 9 países, no 1° Concurso Latino-Americano de Teses de Doutorado, evento associado à XLI Conferência Latino-Americana de Informática (CLEI 2015).

Wallace foi bolsista da Fapesp e em 2013 realizou estágio na Universidade Brown nos Estados Unidos sob supervisão do professor Gabriel Taubin. O trabalho é sobre uma metodologia inovadora (baseada nas coordenadas de Laplace) que resultou em um software que possibilita alterar uma imagem a partir da seleção de alguns elementos existentes nela. O recorte é feito com alta precisão e com ajuste nas bordas. A cerimônia oficial de entrega do prêmio Capes de Tese 2015 vai ser no dia 10 de dezembro, em Brasília.

O pesquisador Luis Gustavo Nonato ganhou também outra menção honrosa, na categoria computação gráfica/visualização durante a XXVIII Conferência em Gráficos, Padrões e Imagens (SIBGRAPI 2015), realizada de 26 a 29 de agosto em Salvador, na Bahia. Foi pelo trabalho “Concentric Radviz: visual exploration of Multi-Task Classification”, do qual também são autores Afonso Paiva Neto (pesquisador do CeMEAI), o professor Fernando Paulovich, a pós-doutoranda Débora Corrêa (ICMC) e os alunos de pós-graduação Jorge Ono e Fábio Sikansi.

Nonato também foi agraciado com o trabalho "Using Digital Image Processing to Estimate the Depth of Urban Streams", escrito com Evandro Ortigossa, Fábio Dias e Jó Ueyama, que foi escolhido como o melhor trabalho de graduação no Workshop on Undergraduate Work, ocorrido durante a Sibgrapi.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisadora associada ao CeMEAI é premiada em Congresso do ISI

Katiane Conceição criou modelo estatístico inovador

A pesquisadora associada ao CeMEAI, Katiane Conceição, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), recebeu na última sexta-feira (31/07) no Rio de Janeiro, o prêmio ISI Jan Tinbergen Award 2015. Ele é entregue para jovens estatísticos nascidos a partir de 1983, e teve inscritos de 137 países.

A entrega do prêmio foi durante o 60° Congresso Mundial de Estatística, onde a pesquisadora apresentou o artigo Zero Modified Models for Count Data. Katiane desenvolveu um modelo estatístico inovador, que não leva em conta a discrepância na frequência de observações zero que aparecem em uma determinada amostra. O artigo foi encaminhado ao Instituto Internacional de Estatística (ISI) em dezembro do ano passado. Em abril saíram os vencedores: além dela, também estão na lista uma pesquisadora de Bangladesh e outro pesquisador da Índia.

Katiane teve como orientador do doutorado o professor e coordenador de Transferência Tecnológica do CeMEAI, Francisco Louzada, que comentou o resultado. “Esta premiação é um reconhecimento merecido da capacidade pessoal da minha ex-orientanda, bem como da seriedade e da importância das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas dentro do nosso Grupo de Modelagem de Risco ao longo de vários anos. Estou muito lisonjeado com esse resultado, certo de que esse prêmio dará ainda mais impulso a ela nos desenvolvimentos de suas pesquisas”, comemorou o professor.

Além do certificado, a pesquisadora também recebeu uma quantia em dinheiro e todas as despesas com inscrição, viagem e estadia ao Rio de Janeiro pagas.

Katiane é graduada em Estatística pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tem mestrado em Biometria e Estatística Aplicada pela Universidade Rural de Pernambuco (UFRPE) e doutorado em Estatística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O modelo estatístico criado pela professora tem várias áreas de aplicações. Pode ser usado para identificar o número efetivo de casos de leptospirose em diferentes cidades ou para analisar a quantidade de canhotos em salas de aula. Ou ainda em atividades esportivas, como o futebol. "É muito gratificante ter o reconhecimento de um trabalho desenvolvido com muito esforço e dedicação. Por outro lado, receber este prêmio ao mesmo tempo que traz muitas felicidades, traz muitas responsabilidades. Pretendo continuar desenvolvendo pesquisas que contribuam para a solução de problemas reais”, explicou Katiane.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: Rebeca Dourado e Steve Bunnell

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Página 6 de 7