Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
uol

A Alemanha é o país com mais chances de ser campeão na Copa do Mundo de 2018, de acordo com modelo estatístico desenvolvido por pesquisadores do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da USP em São Carlos e do CeMEAI (Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria), da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

bbc

Uma má notícia para a Seleção Brasileira na Copa da Rússia. A equipe é a terceira colocada no ranking das prováveis campeãs, com 13,27% de probabilidade de levar a taça. Em segundo lugar, está a Bélgica, com 13,93% de chance. E, em primeiro lugar, está a Alemanha, a vilã do 7 a 1 na Copa de 2014, com 17,57% de chance de vencer o torneio.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

jornal da usp

Com Neymar, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho o hexa vem, certo? De acordo com um grupo de estatísticos de diferentes universidades, não. Eles realizaram um estudo com dados objetivos e subjetivos que lhes permitiram chegar à conclusão de que a favorita é, mais uma vez, nossa carrasca da última copa: a Alemanha.

 

CLIQUE AQUI para acessar a reportagem completa!

g1

 

Brasil e Alemanha é a final mais provável na Copa do Mundo da Rússia de 2018, segundo o projeto “Previsão Esportiva” do Departamento de Estatística (DEs), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A Alemanha, atual campeã, é a favorita para vencer a competição com 16,93% de chances.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

terra

 

Uma má notícia para a Seleção Brasileira na Copa da Rússia. A equipe é a terceira colocada no ranking das prováveis campeãs, com 13,27% de probabilidade de levar a taça. Em segundo lugar, está a Bélgica, com 13,93% de chance. E, em primeiro lugar, está a Alemanha, a vilã do 7 a 1 na Copa de 2014, com 17,57% de chance de vencer o torneio.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

torcedores

 

Segundo o site Previsão Esportiva, mantido por grupos do Departamento de Estatística do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal da Bahia, a chance de Brasil e Alemanha se enfrentarem na próxima fase da competição é de 41,01%, maior do que qualquer outro confronto que a Seleção Canarinho pode ter nas oitavas de final.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

Alemanha favorita: estatísticos projetam resultados da Copa do Mundo de 2018

Grupo de pesquisa conta com pesquisadores do CeMEAI

 

Alemanha favorita: estatísticos projetam resultados da Copa do Mundo de 2018

A FIFA World Cup começa daqui a uma semana, mas, para um grupo de estatísticos brasileiros, o torneio já começou faz tempo. Eles criaram um modelo de previsão que mostra as probabilidades de cada seleção avançar de fase até a final - e os resultados iniciais mostram que a favorita para este ano é o carrasco do Brasil em 2014. Conheça o projeto: https://goo.gl/UBPgTd

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta-feira, 7 de junho de 2018

 

Os jogos da Copa do Mundo de 2018 começam no próximo dia 14 de junho, mas, para um grupo de estatísticos formado por membros de três universidades brasileiras, o torneio começou já faz tempo. Desde a Copa de 2006, eles desenvolvem modelos estatísticos de previsão dos resultados de eventos esportivos.

“Nós tínhamos dificuldades para encontrar locais ou informações sobre diferentes campeonatos. Então, nessa contextualização, resolvemos trabalhar com modelagem estatística aplicada ao esporte”, explica Francisco Louzada, professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos e um dos coordenadores do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI).

Os modelos desenvolvidos pelo grupo de previsão esportiva levam em consideração informações objetivas e subjetivas. “Nós utilizamos o conhecimento de especialistas nas análises e também informações exatas, como o ranking da Fifa”, conta Louzada, que também é presidente da Associação Brasileira de Estatística. “Essa é a grande vantagem do modelo. Você pode incorporar as opiniões de especialistas para tentar obter resultados mais fiéis à realidade”, complementa Adriano Suzuki, que também é professor do ICMC e pesquisador do CeMEAI.

Antes de cada torneio, o modelo usa essas informações para gerar uma previsão dos resultados: quais as chances de cada time passar da primeira fase e ir avançando, etapa por etapa, até a final. Quando os jogos começam, as contas são atualizadas a cada rodada, levando em conta os placares definidos e outras situações relevantes, como um jogador importante que se machucou, por exemplo.

Para esta Copa do Mundo, as projeções mostram que a Alemanha é o time com mais chances de ser campeão (17,39%). O Brasil aparece em terceiro lugar (12,93%), logo atrás da Espanha (15,64%). Segundo os cálculos iniciais, a probabilidade de o título ficar entre esses três times é de 46%. Todos os resultados estão detalhados no site do projeto, que também analisa outros campeonatos de futebol.

chances copa 2018 2

As seleções com maiores chances de vencer a Copa do Mundo, segundo o site previsaoesportiva.com.br

Dê seus palpites!

O projeto de previsão esportiva também tem um caráter interativo. Qualquer pessoa pode entrar no site do projeto para palpitar os resultados da primeira fase da Copa do Mundo e gerar novas probabilidades a partir desses palpites.

Depois de preencher os resultados imaginados, é só fazer a simulação e as novas probabilidades aparecem na tela. Para fazer toda a estruturação do modelo, o grupo de previsão esportiva conta com pesquisadores da USP, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA). “Fazem parte alunos de graduação, de mestrado e de doutorado, que, ao longo desse período, entraram e saíram, concluíram o curso, tem alunos que fizeram IC e alunos de pós que têm interesse em trabalhar no tema”, diz Suzuki.

Esta é a quarta edição da Copa do Mundo a ser analisada pelos estatísticos. Luis Ernesto Salasar, professor da UFSCar, faz parte do grupo desde o mundial de 2006, quando ainda era estudante de mestrado. “Acho que o esporte é um tema que cativa todo mundo, o público em geral, os alunos, então eu como aluno gostei muito do projeto e desde 2006 nós estamos trabalhando nisso”, comenta.

E as previsões devem continuar para as próximas Copas. “Os alunos sempre estão buscando informações e querendo participar de alguma espécie de previsão para algum campeonato, algum esporte. Então, isso provavelmente vai perdurar por muito tempo na universidade”, comemora Salasar.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisa com apoio do CeMEAI é premiada na área de Estatística Bayesiana

Travel Award foi concedido ao aluno Lucas Pereira Lopes pela sociedade internacional ISBA

 

EBEB 2018

 

Um projeto do aluno de mestrado Lucas Pereira Lopes do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, foi contemplado com o prêmio Travel Award - melhor trabalho em pôster na categoria de pesquisadores fora do estado do Rio de Janeiro, onde ocorreu o XIV Encontro Brasileiro de Estatística Bayesiana.

A premiação é concedida pela ISBA (International Society for Bayesian Analysis) que reconheceu a pesquisa de Lucas denominada Bayesian Option Pricing using Copula-GARCH model. “O trabalho premiado é uma parte da minha dissertação onde eu estudo o processo de precificação de opções financeiras multivariadas utilizando a teoria de cópulas e inferência bayesiana para várias funções payoffs e comparo essa nova abordagem com os métodos clássicos, por exemplo, o método de Black e Scholes multivariado”. explicou.

“Fiquei imensamente feliz com esse reconhecimento, pois ganhar um prêmio de melhor trabalho em um evento nacional é muito gratificante”.

Lucas tem como orientadores Vicente Garibay Cancho e Francisco Louzada Neto, ambos pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) que apoia a pesquisa por intermédio do Grupo de Modelagem de Risco, uma das áreas do CEPID.

 

Sobre o evento

O Encontro Brasileiro de Estatística Bayesiana (EBEB) é realizado com periodicidade de dois anos desde 1991, inicialmente por grupos de pesquisadores brasileiros interessados na divulgação e crescimento da pesquisa em estatística bayesiana no país. Desde então, o EBEB tem atraído pesquisadores de vários países, especialmente da América do Sul, que têm considerado o evento um bom fórum para divulgar os resultados das pesquisas que desenvolvem em seus países, dando um caráter mais internacional a este importante evento brasileiro.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Pesquisa usa estatística para reduzir mortalidade materna e perinatal

Trabalho internacional tem colaboração da pesquisadora Gleici Perdoná

 

Um trabalho desenvolvido em colaboração com a professora Gleici da Silva Castro Perdoná, do Departamento de Medicina Social (DMS), da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP visa reduzir a mortalidade materna e perinatal no mundo.

Como parte do projeto Better Outcomes in Labour Difficulty (BOLD) da Organização Mundial da Saúde, a pesquisa já se torna uma referência no que se refere a uma nova ferramenta de monitoramento de parto e foi publicada no início deste ano na revista científica americana PLOS Medicine, com fator de impacto 14,429.

Entenda melhor o trabalho que conta com apoio do do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI):

 

Pesquisa usa estatística para reduzir mortalidade materna e perinatal

A professora Gleici Perdoná, da FMRP USP e pesquisadora do CEPID - CeMEAI, faz parte de uma pesquisa que busca reduzir a mortalidade materna e perinatal no mundo todo. Conheça melhor o trabalho:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quarta-feira, 25 de abril de 2018
Página 2 de 7