Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Previsão esportiva

Previsão esportiva

Notícias Relacionadas

Pesquisadores

Francisco Louzada Neto, Adriano Suzuki, Anderson Ara Souza, Paulo Henrique Ferreira da Silva

Desde a Copa de 2006, eles desenvolvem modelos estatísticos de previsão dos resultados de eventos esportivos. Os modelos desenvolvidos pelo grupo de previsão esportiva levam em consideração informações objetivas e subjetivas. Antes de cada torneio, o modelo usa essas informações para gerar uma previsão dos resultados: quais as chances de cada time passar da primeira fase e ir avançando, etapa por etapa, até a final. Quando os jogos começam, as contas são atualizadas a cada rodada, levando em conta os placares definidos e outras situações relevantes, como um jogador importante que se machucou, por exemplo.

Pesquisa com apoio do CeMEAI é premiada na área de Estatística Bayesiana

Travel Award foi concedido ao aluno Lucas Pereira Lopes pela sociedade internacional ISBA

 

EBEB 2018

 

Um projeto do aluno de mestrado Lucas Pereira Lopes do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, foi contemplado com o prêmio Travel Award - melhor trabalho em pôster na categoria de pesquisadores fora do estado do Rio de Janeiro, onde ocorreu o XIV Encontro Brasileiro de Estatística Bayesiana.

A premiação é concedida pela ISBA (International Society for Bayesian Analysis) que reconheceu a pesquisa de Lucas denominada Bayesian Option Pricing using Copula-GARCH model. “O trabalho premiado é uma parte da minha dissertação onde eu estudo o processo de precificação de opções financeiras multivariadas utilizando a teoria de cópulas e inferência bayesiana para várias funções payoffs e comparo essa nova abordagem com os métodos clássicos, por exemplo, o método de Black e Scholes multivariado”. explicou.

“Fiquei imensamente feliz com esse reconhecimento, pois ganhar um prêmio de melhor trabalho em um evento nacional é muito gratificante”.

Lucas tem como orientadores Vicente Garibay Cancho e Francisco Louzada Neto, ambos pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) que apoia a pesquisa por intermédio do Grupo de Modelagem de Risco, uma das áreas do CEPID.

 

Sobre o evento

O Encontro Brasileiro de Estatística Bayesiana (EBEB) é realizado com periodicidade de dois anos desde 1991, inicialmente por grupos de pesquisadores brasileiros interessados na divulgação e crescimento da pesquisa em estatística bayesiana no país. Desde então, o EBEB tem atraído pesquisadores de vários países, especialmente da América do Sul, que têm considerado o evento um bom fórum para divulgar os resultados das pesquisas que desenvolvem em seus países, dando um caráter mais internacional a este importante evento brasileiro.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CeMEAI participa de Conferência sobre Estatística Computacional na Costa Rica

Francisco Louzada e Nikolai Kolev divulgaram trabalhos em evento para América Latina

 

 

Os pesquisadores Francisco Louzada e Nikolai Kolev representaram o CEPID-CeMEAI na III Latin American Conference on Statistical Computing (LACSC 2018) que foi realizada em San José, Costa Rica, de 27 de fevereiro a 2 de março. A conferência é organizada pela International Association for Statistical Computing (IASC) e foi realizada em conjunto com o XXI International Symposium on Mathematical Methods Applied to the Sciences (XXI SIMMAC), que é o evento mais importante em matemática aplicada na América Central.

Além de reunir pesquisadores para discussões atuais sobre computação e estatística, o evento marca ainda o board meeting anual da Associação com seus membros diretores na América Latina, entre eles Francisco Louzada - que representa o Brasil no Conselho.

Neste encontro são alinhadas as metas para o trabalho realizado pela Associação na América Latina, visando avanços e a divulgação da Estatística Computacional.

Francisco Louzada apresentou as ações do CeMEAI e algumas de suas pesquisas com colaboração do aluno de doutorado Diego Nascimento e da ex-aluna e agora docente da Universidade Estadual de Maringá, Daniele Granzoto, que também fizeram apresentações na Conferência.

Basicamente, Louzada falou sobre os resultados obtidos no desenvolvimento de modelos estatísticos para dados financeiros.

“Foi uma excelente oportunidade para apresentar internacionalmente resultados que estamos obtendo no CeMEAI, bem como conhecer novos pesquisadores e contribuições para a Estatística. Trocar experiências é sempre muito produtivo”, comentou Louzada.

O professor Nikolai organizou a sessão de Cópulas. Juntamente com os professores Sabrina Mulinacci e Umberto Cherubini (Universidade de Bologna, Itália), eles apresentaram um minicurso de cópulas e suas aplicações. Em sessão à tarde, os professores Veronica Gonzalez-Lopez e Jesus Garcia (IMECC-UNICAMP) também fizeram apresentações. “A minha palestra teve como título "Bivariate Teissier Copula". O evento fortaleceu as relações científicas entre os participantes”, finalizou ele.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

jornal da usp

O Brasil é um país de dimensões continentais e com uma população que possui variadas habilidades e biotipos. Tais características o tornam mundialmente conhecido como um “celeiro” de talentos para as mais diversas modalidades esportivas. Isso é ótimo para o esporte brasileiro, mas cria uma dificuldade para clubes e profissionais: é difícil (e caro) percorrer enormes distâncias para encontrar “aquele” talento para “tal” ou “qual” modalidade.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

Projeto iSports é atração na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Evento ocorreu neste ano em Cuiabá e teve como tema “A matemática está em tudo”

 

isports

Alexandre Maiorano (em pé, à direita) apresentou o sistema na SNCT

 

Com o principal objetivo de aproximar Ciência e Tecnologia da população, ocorreu entre 23 e 26 de outubro, em Cuiabá, Mato Grosso, a 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC).

Um dos projetos de maior destaque desenvolvido no CEPID-CeMEAI, por intermédio do pesquisador e coordenador de Transferência de tecnologia Francisco Louzada Neto – o iSports, que identifica talentos esportivos, foi apresentado no evento.

O aluno de doutorado de Louzada Neto, Alexandre Maiorano, ministrou a oficina “Você é bom no futebol? Teste as suas habilidades!”. Durante a oficina, alunos de ensino médio de escolas de Cuiabá foram testados quanto as habilidades neste esporte. Os trabalhos ocorreram na Arena Pantanal e contaram com a participação de vários docentes e alunos dos Departamentos de Matemática e Estatística da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).

“Ficamos surpresos com a receptividade, tanto dos docentes da UFMT, quanto dos alunos do ensino médio, que ficaram muito empolgados com os resultados obtidos”, comentou Maiorano.

A SNCT tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o país. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Aprendizado de Máquina é tema de workshop no Instituto de Estudos Avançados

Coordenador da área de Inteligência Computacional do CeMEAI é um dos organizadores

 

Na segunda-feira, 14 de agosto, o Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP/SP sediou o primeiro workshop da USP sobre Aprendizado de Máquina, como parte da série Strategic Workshops que já promoveu 24 encontros em áreas estratégicas.

O evento reuniu pesquisadores de vários grupos da USP, entre eles, do ICMC e CEPID-CeMEAI, com objetivo de integração da comunidade da USP em torno de pesquisas e trabalhos relacionados ao aprendizado de máquina. Por meio da identificação de interesses comuns e complementares, a intenção é fomentar projetos de colaboração, e intensificar a interação com empresas da área, tanto em projetos como na geração de recursos humanos.

Marcos Buckeridge é coordenador do Programa USP Cidades Globais no IEA e durante a abertura falou sobre o número recorde de inscrições dentro dos workshops estratégicos. Foram  recebidas 180 inscrições para 120 vagas. “Este interesse mostra a importância do tema e o potencial para desenvolvimento de projetos. O encontro também nos surpreendeu pela participação de 40 representantes de grandes empresas”, disse.

Fábio Cozman, da Escola Politécnica (Poli) e José Eduardo Krieger, Pró-Reitor de Pesquisa da USP também participaram da abertura do evento que teve como um dos organizadores o coordenador da área de Inteligência Computacional do CEPID-CeMEAI, André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho. André foi um dos palestrantes e além de falar sobre os projetos desenvolvidos pelo CeMEAI, apresentou alguns dos projetos envolvendo aprendizado de máquina na USP São Carlos, alguns  em colaboração com empresas e com pesquisadores de outros países.

“Além dos pesquisadores da USP e de outras universidades, contamos com a participação de representantes de empresas como Itaú-Unibanco, Big Data, Serasa Experian, NVIDIA e Petrobrás. Ao final do workshop, foi discutido o envio de um grande projeto relacionado a Aprendizado de Máquina, com a participação de pesquisadores da USP,  à FAPESP, que poderia ser um projeto temático ou um centro de engenharia, para aumentar a colaboração entre pesquisadores da USP que trabalham com aprendizado de máquina. No caso do centro de engenharia, foi decidido que empresas com interesse na área seriam contatadas para serem parceiras no projeto”, comentou André.

Os professores Gustavo Alves Batista e Francisco Louzada Neto fizeram apresentações sobre pesquisas nesta área desenvolvidas  pelo ICMC e pelo CEPID-CeMEAI. Outro docente do ICMC e do CEPID-CeMEAI, o professor Rodrigo Fernandes de Mello, falou sobre Infra-Estrutura computacional para Aprendizado de Máquina.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

jornal da usp

O programa Ambiente É o Meio desta semana entrevistou o professor Francisco Louzada Neto do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), Campus da USP em São Carlos.

No programa, o professor fala sobre o projeto criado através do Centro de Ciências de Matemática e Estatística Aplicada a Indústrias (CeMAI) de um sistema de gestão de resíduos sólidos para a Cooperativa Socioambiental Reenvolta de São Carlos.

 

CLIQUE AQUI para ouvir o programa!

 

globo

 

 

Alexandre Henderson participa de um treinamento de futebol com uma galerinha muito jovem e tem seu desempenho analisado por um programa que usa a Matemática para descobrir novos talentos. Os números não mentem na hora de revelar os futuros craques! Será que o Alexandre é mesmo bom de bola?

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

Estatística e Esporte no Seminário de Coisas Legais desta semana

Professor Francisco Louzada Neto do ICMC fará a apresentação

 

louzada

 

O Seminário de Coisas Legais desta sexta-feira, 26 de maio, apresentará metodologias estatísticas e sistemas computacionais que estão sendo desenvolvidos pela equipe do professor do ICMC e coordenador de Transferência de Tecnologia Francisco Louzada Neto no mundo esportivo.

A presença de metodologias estatísticas em esporte tem se intensificado recentemente com vários objetivos, entre eles o de prever os resultados de jogos esportivos, conhecer as chances de um determinado time passar para outra fase de um campeonato, de ser campeão, de ser rebaixado, identificar e acompanhar esportistas que apresentam níveis de desempenho motor compatíveis com a prática do esporte de competição e de alto rendimento, que podem ser vistos como talentos esportivos, aprimorar, aumentar a qualidade e melhorar desempenho nos esportes de competição.

Com o título Estatística x Esporte: 10 x 10, a apresentação que trará o papel da matemática neste cenário, ocorrerá tradicionalmente no auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano, no bloco 6 do ICMC, e começa às 13h13.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Brinde à ciência: Pint of Science lota bares de São Carlos

Estatística e Esporte foi um dos temas que aproximaram os cientistas do público

 

Mais uma vez, o Pint of Science Brasil foi um sucesso! Uma das discussões contou com o pesquisador Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do CEPID - CeMEAI e professor do Icmc Usp. Veja como foi o papo sobre esporte e estatística:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta, 18 de maio de 2017

 

Nos dias 15, 16 e 17 de maio cientistas do Brasil e exterior invadiram bares e restaurantes, conectados a um dos maiores eventos de divulgação científica do mundo, que ocorreu simultaneamente em 11 países.

O Pint of Science chegou a 22 cidades brasileiras. Entre as cidades que participaram da iniciativa, 10 são municípios paulistas: Araraquara, Botucatu, Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santos, São Caetano do Sul, São Paulo, São Carlos e Sorocaba. Além disso, o festival foi realizado em cidades localizadas no Sul, no Nordeste e no Centro-Oeste do país: Belo Horizonte (MG), Blumenau (SC), Brasília (DF), Curitiba (PR), Dourados (MS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Teresina (PI).

Nascido em 2013 na Inglaterra, a iniciativa chegou ao país em 2015, quando o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP realizou o Pint of Science em São Carlos, colocando o Brasil no mapa do evento. Em âmbito nacional, o festival é patrocinado pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP, Verakis, e por cinco Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): o Centro de Pesquisa em Engenharia e Ciências Computacionais (eScience), o Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos; o Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros; o Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades; e o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI).

Neste ano, os bares Mosaico, Água Doce Cachaçaria e West Brothers receberam o público para três noites de debates dos mais variados temas científicos.

O iSports, sistema de identificação de talentos esportivos desenvolvido no CEPID-CeMEAI, foi discutido nesta edição do Pint of Science. A ferramenta foi construída sob orientação do professor Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do Centro.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Página 2 de 6