Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

IMECC segue recebendo visitas de escolas

IMECC segue recebendo visitas de escolas

Iniciativa é comandada por pesquisadores do CeMEAI

 

18 08 29 6
Alunos do Colégio São José dos Padres de Sion visitaram a Unicamp em agosto

 

A cada mês, o Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) da Unicamp recebe alunos de escolas participantes da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O objetivo do projeto “OBMEP da Unicamp” é aproximar os estudantes dos ensinos fundamental e médio do ambiente universitário e promover a matemática e as áreas afins.

No dia 29 de agosto, o Colégio São José dos Padres de Sion, de São Paulo, levou 30 alunos de ensino médio para conhecerem o IMECC e a Unicamp sob a tutela dos professores Lúcio Tunes dos Santos e Laura Rifo, que também são pesquisadores associados ao Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI).

Os alunos tiveram a oportunidade de almoçar no bandejão da Unicamp, assistir a uma palestra do professor Lúcio sobre o filme Planolândia e conhecer alguns jogos que envolvem a matemática.

Hoje, foi a vez da Escola Estadual Dr. João Gabriel Ribeiro, de São José do Rio Pardo, passar pelo OBMEP na Unicamp. Os 28 alunos do nível fundamental fizeram as mesmas atividades que os estudantes do Padres de Sion.

IMG 20180926 105732
Nesta quarta-feira, a visita foi dos alunos da Escola Estadual Dr. João Gabriel Ribeiro

As duas próximas visitas de escolas ao IMECC já estão marcadas. No dia 24 de outubro, o IMECC receberá a Escola Estadual Profª Suely Maria Cação Ambiel Batista, de Indaiatuba. Em novembro, será a vez da Escola Estadual Prof. João Alvarenga, de Pedreira, participar do projeto.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Professores da UNICAMP promovem atividades com escolas

Estudantes dos ensinos fundamental e médio visitaram a Universidade

 

Várias escolas tiveram a oportunidade de aproximar seus alunos do ambiente universitário. Em parceria com a UNICAMP, estudantes de ensino fundamental e médio puderam conhecer a UNICAMP e interagir com professores e alunos da universidade.

A primeira visita foi realizada no dia 30 de março. Alunos de ensino médio da Escola Dom João XXIII, de Americana, foram recebidos pelos professores Lúcio Tunes dos Santos, coordenador de educação e difusão do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), e Laura Rifo, também pesquisadora do CeMEAI e coordenadora regional da OBMEP.

No dia 19 de abril, foi a vez de mais quatro escolas marcarem presença na universidade: Escola Municipal Doutor Pedro Afonso Junqueira, Escola Municipal Maria Ovidia Junqueira, CAIC Professor Arino Ferreira Pinto e Escola Estadual Professor José Castro de Araújo - todas de Poços de Caldas (MG). Os alunos que participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) conheceram o Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC), o Instituto de Estudo da Linguagem (IEL) e fizeram parte do Ponto Poema, uma oficina de produção de objetos poéticos organizada pelo projeto Aluno-Artista do Serviço de Apoio ao Estudante (SAE) da UNICAMP. A visita dos mineiros fez parte do projeto OBMEP na UNICAMP, coordenado pelos professores Laura e Lúcio e que conta com o apoio do CeMEAI, da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UNICAMP e do IMECC.

Em comemoração ao dia da matemática, celebrado no dia 6 de maio, os professores fizeram o caminho inverso e, no último dia 3, foram até Americana e visitaram a Escola Dom João XXIII. Eles apresentaram o filme “Planolândia” e conversaram com os estudantes sobre a obra.

As visitas continuam na próxima quarta-feira (17), quando o Colégio Monteiro Lobato, de Itu, visitará a UNICAMP. Mais uma vez, os professores Lúcio e Laura receberão os alunos.

O projeto de visitas das escolas vai ao encontro da política da Universidade de ampliar o acesso a estudantes provenientes de escolas públicas, além de permitir o desenvolvimento de aspectos relevantes à formação cidadã dos alunos. Uma das consequências imediatas do projeto é mostrar a UNICAMP como opção real para alunos que já mostraram habilidade e se destacaram entre seus pares pelo seu rendimento na OBMEP.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A Matemática na película de sabão

A Matemática na película de sabão

Pesquisador do CeMEAI ensina estudantes de maneira divertida

lucio1        lucio2

          

O Coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento do CeMEAI, Lúcio Santos, usa a matemática para chamar a atenção dos estudantes. Ele fez recentemente uma oficina para alunos do ensino médio. Todos da Escola Estadual João XXIII, de Americana, no interior de São Paulo. O professor falou sobre “a otimização e as conexões ótimas com película de sabão”.

Na oficina, foi discutida a maneira de encontrar o menor caminho para conectar um número finito de pontos em um plano. O problema é conhecido como “Problema de Steiner”, em homenagem ao matemático alemão Jakob Steiner (1796-1863). Steiner estudou o problema de encontrar um único ponto que se conectasse com todos os demais pontos de uma forma ótima, ou seja, de menor comprimento.

Para facilitar a compreensão dos alunos, o pesquisador usou exemplos simples. Em um deles, consideram-se os pontos A, B e C. A conexão ótima, no caso, é criar um “novo” ponto “P” e ligá-lo aos demais. No ponto P os 3 ângulos formados pelas conexões são todos iguais a 120 graus. Com 4 pontos, A, B, C e D, a conexão ótima possui dois “novos” pontos: “P” e “Q” (veja figuras abaixo). E novamente os ângulos formados pelas conexões são iguais, com 120 graus cada.

imagem 1          imagem 2

Em 1968 foi deduzida uma estimativa para o comprimento mínimo de conexões desse tipo, mas só em 1991 houve uma prova matemática para comprovar o fato. Para exemplificar as conexões ótima, podem ser usadas duas placas de acrílico (por exemplo, capas de CD) com pinos (palitos) de tamanhos iguais que representam os pontos. Ao serem mergulhadas em água e sabão, forma-se uma película entre os pinos, representando as conexões ótimas entre os pontos (veja figuras abaixo).

figura 3          figura 4

O professor Lúcio também levou armações de arame, onde a superfície formada pela película de sabão exibe características semelhantes às conexões ótimas de Steiner (veja figuras abaixo).

figura 5          figura 6

A receptividade dos alunos foi excelente, principalmente em relação ao uso de materiais não usualmente presentes em sala de aula e à simplicidade dos experimentos. Isso demonstra a importância da construção de exemplos simples e diretos, que contribuam para um melhor entendimento dos conceitos e para a diminuição do “temor” que muitos têm da Matemática.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: arquivo pessoal / Lúcio Santos

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Seminário de Coisas Legais fala de problemas que valem um milhão de dólares

Professor da Unicamp foi o convidado do evento sediado no ICMC

Na sexta-feira (19/06) houve a última apresentação do semestre dentro das atividades do Seminário de Coisas Legais. Quem deu a palestra foi o professor Lúcio Tunes dos Santos, que é pesquisador do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp e também coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento do CEPID-CeMEAI – Centro de Ciências Matemáticas aplicadas à Indústria. 

Durante cerca de 40 minutos, Lúcio falou sobre os “Problemas de (quase) um milhão de dólares”. Foi um bate-papo baseado no prêmio nesta quantia em dinheiro que a Fundação Clay Instituto sem fins lucrativos dedicado à ampliação e disseminação do conhecimento matemático – oferece para quem resolver cada um dos Sete Problemas do Milênio. As técnicas envolvidas na procura de uma solução podem levar a muitos desenvolvimentos em Matemática. O Seminário de Coisas Legais foi realizado no auditório Professor Fernão Stela de Rodrigues Germano, no bloco 6 do ICMC, em São Carlos.

Confira um trechinho da apresentação:

 

O último Seminário de Coisas Legais falou sobre problemas de (quase) um milhão de dólares. Saiba mais detalhes da apresentação: http://goo.gl/K2jirq

Publicado por CEPID - CeMEAI em Terça, 23 de junho de 2015

O vídeo com a íntegra da palestra pode ser acessado aqui.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.