Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
g1

 

O isolamento social e o uso de máscaras diminuíram em 15% o contágio do novo coronavírus em São Paulo e 25% em Brasília no início da pandemia de Covid-19 no país, aponta um estudo feito por pesquisadores vinculados ao Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), que fica no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC-USP), em São Carlos (SP).

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

 

ag fapesp logo alt

O isolamento social combinado com o uso de máscaras de proteção facial diminuíram em 15% o contágio do vírus SARS-CoV-2 em São Paulo e 25% em Brasília no início da epidemia de COVID-19 no país.

As constatações foram feitas por pesquisadores vinculados ao Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) em um estudo publicado na plataforma medRxiv, ainda sem revisão por pares.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

 

ecoa uol

 

Uma iniciativa de pesquisadores pode ajudar hospitais a não ficarem sem produtos de higiene durante a pandemia do novo coronavírus. Um programa elaborado pelo Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) ajuda a "prever" quando é preciso reforçar o estoque de EPI de acordo com os índices da doença na região do hospital. O acesso à ferramenta é aberto e gratuito.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

sp

 


Pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos participarão de uma rede nacional para transformação de cidades em smart cities, espaços que utilizam tecnologias como inteligência artificial e internet das coisas para gerar eficiência nas operações urbanas, mantendo o desenvolvimento econômico ao mesmo tempo que melhoram a qualidade de vida da população.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

logo tecmundo

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (UNESP) lançaram uma nova plataforma que acompanha o avanço da covid-19 em tempo real no estado de São Paulo. O sistema reúne informações de 82 cidades desde o início da pandemia, que correspondem a 95% das mortes confirmadas na região.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

olhar digital

O estado de São Paulo conta com uma nova ferramenta capaz de monitorar em tempo real a evolução da Covid-19 na região. Denominado "SP Covid-19 Info Tracker", o sistema aberto para acesso público reúne várias estatísticas e processa os dados com modelos matemáticos e algoritmos de ciência de dados.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

eptv logo

Um programa desenvolvido pelo Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMAI) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, com pesquisadores das federais do ABC paulista e da Bahia auxilia os médicos na hora de saber se o paciente tem ou não Covid-19.

A plataforma gratuita DiagnoNow Test de Covid usa inteligência artificial para analisar um exame de sangue e traz mais agilidade, principalmente, para descartar casos suspeitos.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

eptv logo

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos (SP), e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rosana (SP), desenvolveram uma ferramenta que reúne os dados mais atuais da Covid-19 em 82 municípios do estado de São Paulo.

A população pode acessar gratuitamente as informações oficiais fornecidas por cada prefeitura sobre casos e óbitos confirmados, descartados ou notificados, além de testes realizados e pacientes recuperados por meio do sistema do Info Tracker.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

estadao

 

Uma projeção feita por professores ligados à Universidade de Campinas (Unicamp) para a evolução da pandemia de covid-19 no País apontou que, mantido o isolamento social na intensidade da primeira semana de junho, o Brasil conseguiria salvar mais de 6 mil vidas até 21 de junho - há mais de 37 mil mortos pela doença até esta terça, 9. Os números do trabalho, que surge no momento em que Estados e prefeituras afrouxam o isolamento - mesmo com a epidemia em expansão - projetavam também que um terço (34%) das pessoas salvas pelas medidas de morrer no período estaria em São Paulo; um quinto (21%) no Rio. Mais da metade (53%) moraria na Região Sudeste.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

ag fapesp logo alt

Além de planejar a disponibilidade de leitos e de respiradores pulmonares para o tratamento de pacientes com COVID-19 em estado grave, os gestores de hospitais têm lidado com o desafio de gerir a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde. Se as previsões de compra desses suprimentos não forem corretas, pode ocorrer desabastecimento ou gastos desnecessários.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

Página 1 de 16