Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Comunicação CeMEAI

Comunicação CeMEAI

Participe do 1° Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais

As inscrições para o evento do CeMEAI já estão abertas

São Carlos sediará em setembro o 1° Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais. O evento, do CeMEAI, vai ser realizado entre os dias 8 e 11, no ICMC – Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas pela internet.

Segundo José Alberto Cuminato, diretor do CeMEAI, este tipo de trabalho de grupo de estudos é muito comum em países desenvolvidos como Inglaterra e Alemanha, mas é a primeira vez que este enfoque é trazido para o Brasil. Empresários vão participar do evento, trazendo problemas do dia a dia da indústria para serem refletidos e resolvidos pelos estudantes e pesquisadores.

As inscrições podem ser feitas através de formulário até o dia 24 de agosto.

Saiba a programação e outras informações sobre o evento.

 

 

 

O diretor do CEPID - CeMEAI, José Alberto Cuminato, convida o público a participar do 1º Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais. Saiba mais detalhes do evento: http://goo.gl/lB1DGY

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta, 23 de julho de 2015

Vem aí o II Workshop em Estatística!

Evento tem apoio do CeMEAI e está marcado para 14 de agosto em Piracicaba 

 

Será realizado no dia 14 de agosto, em Piracicaba, o II Workshop em Estatística  do Programa de Pós-graduação em Agronomia Aplicada da ESALQ/USP (PPGA) e do Programa Interinstitucional de Pós-graduação em Estatística da UFSCar/USP (PIPGEs).

O evento começa às 8h30 e segue até às 18h, no anfiteatro do prédio da Engenharia. Serão duas conferências (com duração de 60 minutos cada), seis miniconferências (com duração de 30 minutos cada) e também haverá a sessão de pôsteres, onde alunos dos programas vão expor os trabalhos de mestrado ou doutorado.

O objetivo é reunir a comunidade dos programas para discutir a pesquisa e difundir ideias e técnicas estatísticas entre pesquisadores e alunos.

Para Vera Tomazella, pesquisadora do CeMEAI, presidente da Associação Brasileira de Estatística e integrante da comissão organizadora do Workshop, “um dos principais papéis dos Programas de Pós Graduação é facilitar a interação acadêmica entre seus alunos, por isso surgiu a ideia de juntar os programas vizinhos em um dia para trocar informações científicas, fortalecendo as parcerias já existentes e construir novas. Como o primeiro workshop foi um sucesso, resolvemos dar continuidade realizando o II Workshop com a certeza de que todos vão se beneficiar”.

As inscrições são gratuitas e para participar é necessário preencher antecipadamente este formulário.

Aqui no site do CeMEAI você também encontra outras informações sobre o Workshop, como o nome dos palestrantes e um resumo do que vai ser apresentado.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Pesquisador do CeMEAI faz balanço da SBPC

Antonio Castelo Filho exalta organização do evento 

 

As exposições científicas da 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) terminam nesta sexta-feira (17). Professor titular do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC-USP) e um dos pesquisadores principais do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), Antonio Castelo Filho fez uma análise do evento. Confira:

 

As exposições científicas da SBPC - São Carlos terminam nesta sexta-feira (17). O pesquisador do CEPID - CeMEAI Antonio Castelo Filho fez uma análise do evento. Confira:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Sexta, 17 de julho de 2015

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

SBPC usará sistema do CeMEAI para avaliar a Reunião Anual da entidade

Organizadores do evento terão números em tempo real sobre as opiniões dos participantes

 

A 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que começou no último domingo (12) em São Carlos, vai contar com um sistema desenvolvido pelo CeMEAI para saber a opinião dos participantes sobre o evento.

O Sistema de Avaliação Online (SAO) foi criado sob a supervisão do Coordenador de Transferência de Tecnologia do CeMEAI, Francisco Louzada Neto. O funcionamento do SAO é bem simples: os participantes da SBPC receberão um e-mail com um nome de usuário e uma senha de acesso ao site da avaliação. Depois disso, é só responder a algumas perguntas – algumas de características pessoais, como nome, idade e sexo, e algumas sobre o evento, como infraestrutura, instalações etc.

O grande atrativo do SAO é que ele permite a atualização em tempo real do relatório com as respostas. Conforme um participante responde ao questionário, o relatório é atualizado automaticamente, o que permite, por exemplo, que sejam feitas mudanças em alguma parte do evento que não esteja agradando ao público. A previsão é que o SAO comece a ser usado na SBPC ainda nesta quinta-feira (16).

Nos últimos quatro anos, o Sistema de Avaliação Online já foi utilizado para avaliar mais de 40 eventos, dentro e fora do Brasil, e tem ajudado organizadores a controlarem os eventos de acordo com as reações do público. Além disso, algumas agências de fomento, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), solicitam avaliações do evento na prestação de contas – outra demanda que pode ser suprida pelo SAO.

 

 

A SBPC - São Carlos vai utilizar um sistema do CEPID - CeMEAI para avaliar a 67ª Reunião Anual da entidade. Entenda:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta, 16 de julho de 2015

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Professores do CeMEAI dão minicurso de Estatística na SBPC

A reunião anual também tem música, cultura indígena e estandes de tecnologia

 

Um minicurso dado por professores do CeMEAI foi uma das atividades desta quarta-feira na 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Jorge Luis Bazán e Mariana Cúri escolheram o tema “Avaliação Educacional: entendendo a teoria da resposta ao item”. Na sala, cerca de 15 pessoas, a maioria professores. A atividade faz parte das ações pra divulgar a Estatística, promovidas pela Associação Brasileira de Estatística, com apoio do Conselho Regional do setor. 

A SBPC segue até sábado, na área norte da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com palestras, exposições, museu itinerante, atrações de dança e de música, praça de alimentação e até uma tenda indígena. O estande do CEPID-CeMEAI fica no pavilhão da Expo T&C. É uma área de 6 mil metros quadrados, aberta sempre das 10h às 19h.

A programação completa da Reunião você confere no site do evento.

Veja o vídeo sobre o minicurso do CeMEAI e as outras atrações do evento da SBPC:

 

Os professores Jorge Luis Bazán e Mariana Cúri, associados ao CEPID - CeMEAI, ofereceram um minicurso na SBPC - São Carlos. Veja na reportagem:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quarta, 15 de julho de 2015

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CeMEAI inaugura supercomputador de R$ 4,5 milhões

Equipamento poderá ser usado por pesquisadores de todo o Brasil

 

Confira nossa reportagem sobre a inauguração do cluster "Euler", ontem, na USP - Universidade de São Paulo em São Carlos:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quarta, 15 de julho de 2015

Na manhã desta terça-feira (14), foi inaugurado o cluster “Euler”, supercomputador do CeMEAI que processa dados cerca de 4700 vezes mais rápido que um computador comum. O cluster custou 1,25 milhão de dólares – pouco mais de 4,5 milhões de reais – e deve receber, em dois anos, uma atualização no valor de 625 mil dólares (cerca de 2 milhões de reais). A cerimônia de inauguração foi realizada no auditório Fernão Stella Germano, no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos.

O evento foi aberto pelo diretor do CeMEAI, José Alberto Cuminato, e pela vice-diretora do ICMC, Maria Cristina Ferreira de Oliveira. Cuminato deu um breve histórico sobre o processo de aquisição do cluster e Maria Cristina elencou os avanços que podem ser trazidos pelo supercomputador. Responsável pelo equipamento, o professor Fabrício Simeoni de Sousa apresentou números de desempenho do Euler em comparação com outros supercomputadores do Brasil e do mundo.                 

Em breves apresentações, outros dois pesquisadores ilustraram a importância do cluster para seus trabalhos. Felipe Pereira, da Universidade do Texas, usa outro supercomputador nos Estados Unidos e explicou como o Euler pode facilitar o trabalho dos pesquisadores. Já Carlos Junqueira-Junior, doutorando do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), já usa o Euler e explicou aos cerca de 30 presentes que processos que antes levavam seis meses podem ser concluídos, com o novo supercomputador, em cerca de três semanas.

Quem também contemplou a inauguração do cluster foi o diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz, que fez questão de elogiar a iniciativa. “Fico muito satisfeito em participar desta cerimônia e de ver a eficiência e a atenção com que o CeMEAI e o professor Cuminato organizaram a aquisição, a instalação e a operação desse cluster muito impressionante de computadores”, declarou.

Brito Cruz também incentivou o uso do equipamento por pesquisadores de todo o Brasil. “Para nós, da FAPESP, é muito importante que essa máquina seja usada o tempo todo, seja no estado de São Paulo ou até mesmo no Brasil. Este é um desafio importantíssimo e temos certeza que o CeMEAI conseguirá realizar”, finalizou. O evento foi encerrado quando Cuminato e Brito fizeram o descerramento virtual da placa do Euler.

Já está disponível na internet um site com as informações técnicas do supercomputador e um formulário para a utilização do Euler. Pesquisadores do CeMEAI e associados já podem utilizar a máquina e, em breve, integrantes de outras instituições também poderão usar o supercomputador.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Projeto da Unesp busca otimizar a produção da indústria madeireira

Mecanismo desenvolvido pela pesquisa facilita a detecção da qualidade da madeira

 

A indústria madeireira deve ganhar em breve um aliado para facilitar a produção. Um projeto desenvolvido na Unesp em Itapeva e coordenado por um pesquisador do CeMEAI procura melhorar diversos aspectos dos processos produtivos em empresas de pequeno e médio porte.

A NeuroWood é uma iniciativa dos professores Carlos de Oliveira Affonso e Fábio Henrique Vieira, da Unesp. Os dois são orientados por André Ponce de Carvalho, professor da USP em São Carlos e associado ao CeMEAI. A ideia principal do projeto é aprimorar a classificação da qualidade da madeira através de análises de suas imagens.

Usualmente, as indústrias contam com profissionais responsáveis por identificar, visualmente, se determinado pedaço de madeira pode ser vendido in natura ou se precisa passar por um retrabalho. O problema é que, muitas vezes, algumas subjetividades, como a fadiga ou o grau de concentração, podem atrapalhar o julgamento desse profissional e interferir negativamente no processo de produção da indústria.

O mecanismo da NeuroWood, que consiste em um programa (software) e em um conjunto de equipamentos (hardware), permite que a análise da madeira seja feita de forma objetiva e, assim, evite falhas no processo. Um pedaço de madeira é analisado por câmeras e raios laser, as imagens obtidas são enviadas ao computador e o programa determina se a madeira é do tipo A (maior qualidade), B ou C (menor qualidade). Mas como o computador aprende qual madeira é boa e qual é ruim?

Vieira explica com uma analogia. “Imagine que, em casa, você ensina uma criança que um copo de água é água. Toda vez que ela sentir sede, ela pega aquele copo de água e toma. A dificuldade aparece se, por exemplo, você coloca, no mesmo local, um copo de pinga. Para a criança, aquilo é água. É a mesma quantidade de um líquido, que também é transparente. Você precisa ensinar para ela outras características, como o odor e o gosto, e ela saberá distinguir entre água e pinga”, brinca. Para ensinar o computador, é necessário criar um banco de imagens que contenha informações sobre a qualidade das madeiras retratadas. A partir desses dados, o sistema é capaz de definir, por si só, a classificação de cada pedaço de madeira.

Segundo Affonso, o equipamento tem potencial para chegar em breve às indústrias da região de Itapeva, um dos grandes pólos nacionais de madeira. “O software já está pronto. Já é operacional. O hardware está em uma fase de um segundo protótipo. Já temos uma indústria parceira, que trabalha com a gente no desenvolvimento desse sistema”, explica. Vieira ainda conta que o nível de confiabilidade do equipamento é muito alto. “Nós chegamos a um percentual de acerto de 89% das vezes. Se pensarmos em termos de madeira, um produto bastante específico e cheio de particularidades, ficamos bastante contentes com esse resultado prévio. Quando aumentarmos o banco de dados, esse número vai subir para 95% tranquilamente”, declara.

O foco da pesquisa são as indústrias de pequeno e médio porte. “Já existem equipamentos comerciais que fazem esse processamento, mas os valores são inviáveis. Custam em torno de 300 mil euros, e isso, para o médio empresário, é proibitivo”, comenta Affonso. Segundo ele, o mecanismo desenvolvido por eles vai custar entre 1% e 5% do equipamento já existente e deve ser disponibilizado até o final deste ano.

Assista à reportagem da TV Tem de Itapetininga, afiliada da Rede Globo no sudoeste do estado de São Paulo, sobre o projeto.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

67ª Reunião Anual da SBPC conta com estande do CeMEAI

Evento sediado na UFSCar vai até o próximo sábado

O CEPID - CeMEAI está marcando presença na SBPC - São Carlos! Saiba mais sobre a participação do Centro e sobre o evento em geral:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Segunda, 13 de julho de 2015

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) está organizando, entre os dias 12 e 18 de julho, a 67ª Reunião Anual da entidade. O evento, sediado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e ligado aos Ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, tem como tema “Luz, Ciência e Ação” e deve reunir cerca de 20 mil pessoas entre estudantes, docentes, cientistas e cidadãos interessados em ciência e tecnologia de todas as partes do Brasil.

Pela primeira vez, o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI) participa do encontro, que é o maior evento do gênero na América Latina e discute, de diversas formas, as políticas de ciência, tecnologia e educação no Brasil. Os quatro espaços principais do evento são a SBPC Cultural, a SBPC Jovem, a SBPC Indígena e a Expo T&C.

O Expo T&C concentra pesquisas das áreas de tecnologia e ciência. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) dedicou seu espaço na Expo T&C para apresentar seus Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) – entre eles, o CeMEAI.

O estande do CeMEAI conta com um monitor vertical para apresentar um vídeo institucional, que explica as áreas de pesquisa do Centro e apresenta algumas parcerias com indústrias. Além disso, integrantes do CeMEAI estão presentes no local para explicar os trabalhos do Centro e tirar dúvidas dos interessados.

O horário de visitação do estande é das 10h às 19h até o encerramento da Reunião, no próximo sábado (18). Mais informações podem ser encontradas no site do evento.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Supercomputador será inaugurado em 14 de julho

Representantes da Fapesp foram convidados para a cerimônia, que está prevista para as 11h

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) vai inaugurar oficialmente na próxima semana o novo cluster computacional, um agregado de processadores ligados em rede. O equipamento faz parte dos recursos aprovados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). É um computador de grande porte para o processamento científico de alto desempenho. A máquina custou mais de 1 milhão de dólares e estão previstos outros 625 mil dólares para o upgrade do equipamento.

O diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz, foi um dos convidados para o evento, além de autoridades e docentes. Por questões de segurança, a entrada de pessoas na área onde fica o cluster será restrita. A cerimônia está marcada para o dia 14 de julho e será acompanhada pelos presentes por meio de videoconferência. A solenidade será realizada no Auditório Professor Fernão Stella Rodrigues Germano.

O supercomputador, batizado provisoriamente de “ICE-X”, tem 2100 núcleos de processamento e vai agilizar muito as pesquisas. Um laptop comum normalmente tem apenas 4 núcleos de processamento. Outra medida da velocidade do equipamento é dada em FLOPS – do inglês Floating-point Operations per Second – que é o número de operações matemáticas básicas (como adição, subtração, multiplicação e divisão) realizadas por segundo. O cluster chega a 46 teraflops, aproximadamente 46 trilhões de operações por segundo.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Foto: João Terezani – Assessoria CEPID-CeMEAI

 

Mais informações 

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Estudantes participam da Feirinha de Problemas no ICMC

Ideia é trazer situações reais de empresas para serem resolvidas por eles

Cerca de 40 estudantes do ICMC participaram nesta manhã de mais uma edição da Feirinha de Problemas, realizada no auditório Professor Luiz Antonio Favaro. A iniciativa quer aproximar os alunos da realidade das empresas. Segundo o coordenador do evento, o professor Edson dos Santos Moreira, do Departamento de Sistemas de Computação e pesquisador do CeMEAI, “a ideia é motivar os alunos com problemas da vida real, com aplicações práticas que eles podem explorar. Eventualmente fazendo a sua própria empresa”.

Dois empresários foram convidados a participar da Feirinha. O primeiro deles, Eugênio Lysei, é diretor de operações e engenharia da Enalta, empresa que atua há 20 anos no ramo da automação agrícola. Ele apresentou dois desafios para os estudantes relacionados às redes móveis e às dificuldades de transmissão de dados do campo para a cidade e elogiou a iniciativa: “É uma das mais louváveis da Universidade de São Paulo para colocar os alunos em contato com os problemas do mundo real. Nossas maiores dificuldades dizem respeito às telecomunicações, à utilização das teorias da computação para a implementação de novos protocolos compatíveis com as nossas necessidades no Agronegócio”.   

Depois do Eugênio, quem falou foi o empresário Victor Morandini Stabile, sócio-diretor da Sanca Ventures, incubadora e aceleradora de startups. “Eu trouxe três problemas. Um deles é um conseguir um aplicativo para Smart TV que permita a donos de estabelecimentos mostrarem suas ofertas para os clientes, fazendo também com que anunciantes de fora coloquem publicidade dentro desses estabelecimentos. Outra ideia que nós trouxemos é a de um aplicativo para ensino de línguas – especificamente para aulas de conversação – que conectaria alunos com professores. E o outro problema é uma câmera para monitoramento residencial, para você conseguir instalar fácil na sua casa, conectando na internet para monitorar remotamente o que está acontecendo e o servidor também detectaria movimentos ou atividades anormais na residência e te alertaria com uma notificação no celular.

Os problemas apresentados na Feirinha serão resolvidos pelos alunos no segundo semestre. Entre o público do auditório estava Tales Correia, estudante de Ciências da Computação, que estava animado depois da Feirinha. “É uma oportunidade de você sair um pouco do ideal e ver a aplicação de fato. Pegar por exemplo as limitações do campo e trabalhar para melhorar a situação atual. Pegando um problema real você vê que está ajudando alguém e é muito melhor”, comemora.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP). 

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: Leonardo Zacarin - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Página 84 de 90