Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
ag fapesp logo alt

 

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP, firmou parceria com duas instituições chilenas: o Centro de Estudios Avanzados de Fisiologia del Ejercicio (CEAFE) e o Departamento Deporte de Alto Rendimiento, do Instituto Nacional de Deportes, de acordo com a Assessoria de Comunicação do CeMEAI.

O acordo envolveu a entrega do módulo iSports – Chile Children, derivado do iSports, sistema desenvolvido pelos pesquisadores Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do CeMEAI, Anderson Ara, aluno de pós-doutorado do Centro, e Alexandre Maiorano, aluno de doutorado do Programa Interinstitucional de Pós-Graduação em Estatística (PIPGEs) da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

Ajuda esportiva móvel

correio braziliense logo

 

A paixão do brasileiro por esportes é destaque também no mundo tecnológico. A pesquisa Brazil Mobile Insights, realizada este ano, revelou que a categoria está em segundo lugar na lista de preferência de aplicativos para smartphones dos habitantes. Segundo o estudo realizado pelo Yahoo, por meio do Flurry (ferramenta para análise de aplicativos móveis), o Brasil dedica mais tempo às ferramentas esportivas do que a média internacional. 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

CeMEAI auxilia instituições chilenas para o desenvolvimento esportivo

Módulo de detecção de talentos esportivos foi entregue em reunião no início do mês

 

isports chile

 

No último dia 5 de outubro, uma reunião realizada em Santiago, no Chile, selou uma colaboração entre o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e duas instituições chilenas: o Centro de Estudios Avanzados de Fisiologia del Ejercicio (CEAFE) e o Departamento Deporte de Alto Rendimiento, do Instituto Nacional de Deportes.

O encontro foi marcado pela entrega do módulo iSports – Chile Children, derivado do iSports, que pretende disponibilizar aos treinadores e pesquisadores chilenos uma visão holística e individualizada dos estudantes chilenos para detectar talentos esportivos e obter alto desempenho dos atletas.

O sistema foi desenvolvido pelos pesquisadores Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do CeMEAI, Anderson Ara, aluno de pós-doutorado do CeMEAI, e Alexandre Maiorano, aluno de doutorado do Programa Interinstitucional de Pós-Graduação em Estatística (PIPGEs) da USP e da UFSCar.

“Desde que cheguei ao Chile, sonho em aplicar a estratégia Z para encontrar novos talentos. Quero seguir com este sonho”, afirma o brasileiro Josivaldo Souza Lima, pesquisador do CEAFE.

O doutor Aquiles Yáñes Silva, outro membro do CEAFE, também comemorou a parceria. “Agradeço a prestação e a excelente contribuição para este projeto, que deve ser realizado, em especial, porque é uma verdadeira contribuição para o desenvolvimento nesta área árida e complexa do conhecimento. Isso deve ter um grande impacto sobre diversos temas, como esportes, educação, saúde e políticas para atividades físicas e esportivas”, enaltece.

Louzada foi outro a frisar a importância da parceria. “Fiquei muito contente com a empolgação da equipe chilena. Percebi que, de fato, o módulo de acompanhamento das crianças chilenas que estamos desenvolvendo vai auxiliá-los de forma ímpar na identificação de possíveis talentos esportivos, o que pode culminar em um processo de investimento esportivo de precisão”, constata. ““Espero que, em um futuro próximo, possamos formalizar o relacionamento das equipes de pesquisadores brasileiros e chilenos, impulsionando a atuação internacional formal do CeMEAI”, finaliza.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Peneira virtual

pesquisa fapesp

 

Peneira é o nome popular dos testes que os clubes de futebol promovem periodicamente em busca de talentos mirins para suas categorias de base. Dezenas, às vezes centenas de garotos são agrupados em um campo de futebol e distribuídos em diferentes equipes, que jogam umas contra as outras. Funcionários do clube observam os candidatos a jogador e, ao final de uma série de partidas de curta duração, separam os que eventualmente se destacam por algum motivo, como ser bom de drible ou ter noções de posicionamento em campo. Em geral, a escolha dos meninos depende essencialmente do “olho treinado” dos promotores da peneira para antever futuros craques.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

 

Pesquisadores do CeMEAI recebem prêmios em conferência de estatística

Evento foi realizado no Rio Grande do Sul na última semana 

lacsc

Entre os dias 22 e 24 de julho, a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, recebeu a primeira edição do evento Latin American Conference on Statistical Computing (LACSC), que reúne pesquisadores que utilizam métodos estatísticos e computacionais para compartilharem e discutirem formas de melhorar o acesso ao conhecimento e promover colaborações interdisciplinares.

Os pesquisadores Francisco Louzada Neto e Anderson Ara, do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), foram premiados no evento. Eles ganharam o Best LACSC 2016 Paper Award com o artigo “Alpha skew Gaussian Bayes classifiers”. A premiação contempla o artigo que lida com novas e interessantes contribuições à teoria e metodologia ou o uso inovador de métodos estatísticos para resolver aplicações substantivas em estatística computacional e áreas afins.

O artigo premiado tem por objetivo introduzir dois novos modelos de classificação Bayesianos, que são modelos mais flexíveis para mineração de dados, acomodando a presença de dados assimétricos e/ou bimodais. Os resultados indicam que essa nova metodologia é significativamente mais adequada do que os modelos usuais baseados na clássica distribuição normal. Além disso, a modelagem proposta generaliza as modelagens de classificação usualmente utilizadas para tratamento de variáveis contínuas.

“Estou muito lisonjeado com as premiações, que são um reconhecimento da seriedade e da importância das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas dentro do CEPID-CeMEAI”, comemorou Louzada, que é também coordenador de transferência de tecnologia do Centro.

O aluno Hugo Brango, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP em São Paulo, também foi premiado. Ele ganhou o título de melhor pôster com o trabalho “A weak version of bivariate lack of memory property and applications”.

“Este modelo permite que choques comuns danifiquem um elemento mais fraco, mas posteriormente podem afetar elementos mais resilientes. Uma aplicação direta desses resultados é uma modelagem de crise no mercado financeiro em que um banco mais fraco é atingido inicialmente com mais intensidade, com uma resistência maior dos bancos mais fortes”, explica o professor Nikolai Kolev, orientador de Brango e pesquisador do CeMEAI.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Experiências são compartilhadas na RBras realizada em Salvador

Tese de doutorado desenvolvida com apoio do CeMEAI é premiada

 

IMG 9725IMG 9781

 

Foi realizada entre os dias 23 e 25 de maio, em Salvador, na Universidade Federal da Bahia, a 61ª Reunião Anual da Região Brasileira da Sociedade Internacional de Biometria (RBras). O evento reúne pesquisadores do Brasil e do exterior que empregam a Estatística na tomada de decisões e tem, entre os objetivos, o de promover intercâmbios multidisciplinares e discutir o processo de ensino-aprendizagem das técnicas estatísticas e de análise de dados. Neste ano, o foco da Reunião foi o tema “Biometria e Bioestatística na Era de Big Data” e a programação, dividida em minicursos, tutoriais, sessões temáticas, comunicações orais e em pôster.

Os pesquisadores do CEPID-CeMEAI Francisco Louzada Neto e Gleici da Silva Castro Perdoná participaram das sessões temáticas. No caso de Louzada, as experiências compartilhadas foram sobre o projeto de Sistema de Gestão de Resíduos Sólidos (SIGERES). “Hoje em dia, mais de 165 milhões de pessoas, 85% dos brasileiros, vivem em cidades. As questões relacionadas com a gestão de resíduos sólidos urbanos é uma importante preocupação, especialmente tendo em conta a necessidade de promover a logística reversa de diferentes materiais dispostos, a fim de promover a conservação dos recursos naturais, saúde humana, saúde ambiental, contribuindo com a implementação de políticas públicas. O Sistema desenvolvido, permite o estudo da geração e da composição gravimétrica dos resíduos”, explica o pesquisador.

Já a pesquisadora Gleici falou sobre modelagem de sobrevivência para a previsão de intervenções intraparto. “Para modelar este processo foi proposto um modelo de multi estados onde os estados são considerados como intervenções. Nosso modelo é então incorporado em um simplificado, eficaz, Assistente de Monitoramento do Trabalho (SELMA), ferramenta baseada na Web, para o monitoramento do trabalho de parto e que simplifica e apoia profissionais de saúde na tomada de decisões”.

Os pesquisadores Marinho Gomes Filho e Katiane Conceição também participaram do evento.

Tese de doutorado é premiada

A tese do ex-aluno de doutorado do professor Francisco Louzada Neto, Paulo Henrique Ferreira, foi premiada na RBras. Intitulada Multivariate Copula-based SUR Tobit Models: A Modified Inference Function for Margins and Interval Estimation, a tese considera os chamados modelos SUR (da expressão Seemingly Unrelated Regression) Tobit multivariados e estende a análise de tais modelos ao empregar funções de cópula para modelar estruturas com dependência não linear. Na tese, é proposto um novo procedimento de estimação para os parâmetros do modelo. Aplicações da metodologia desenvolvida incluem estudos diversos, como agronômicos, nutricionais e financeiros.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Texto: Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

Fotos: Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Estatística no esporte será apresentada no IEA - Polo São Carlos

Palestra é para alunos do Clube de Descobertas Matemáticas

 

isports2

 

O Grupo de Modelagem Estatística no Esporte (GMEE), do qual faz parte o pesquisador Francisco Louzada, coordenador de Transferência de Tecnologia do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) fará, nesta quinta-feira (12), uma apresentação para alunos que participam do Clube de Descobertas Matemáticas. O Clube é um dos projetos criados pela Agência Multimídia de Difusão Científica e Educacional Ciência Web, no Instituto de Estudos Avançados Polo São Carlos da USP.

Até outubro deste ano, sempre às quintas-feiras, das 14h às 16h, um grupo selecionado entre estudantes de ensino médio de escolas públicas de São Carlos e região terá uma série de atividades que vão mostrar a importância da matemática no cotidiano de uma forma divertida e interativa.

“A ideia é mostrar, em uma linguagem compreensível para os estudantes de ensino médio, como a estatística pode ser aplicada no esporte seja na sumarização de dados, na previsão de resultados de jogos ou na detecção de talentos “, contou Louzada.

Participarão da apresentação Adriano K. Suzuki, Pedro L. Ramos, Anderson Ara. O evento será realizado na sala 202 do Instituto de Física de São Carlos (IFSC).

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Coordenador de Transferência de Tecnologia do CeMEAI apresenta seminário de computação

Francisco Louzada Neto falará sobre a inovação na área de estatística

 

Louzada

 

Professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos, Francisco Louzada Neto ministrará um seminário de computação na tarde de amanhã (27/04). Louzada, que também é o coordenador de transferência de tecnologia do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), apresentará uma palestra com o tema "Inovação e Transferência Tecnológica em Estatística".

O seminário será realizado na sala 4-111 do ICMC e começará às 18h. A apresentação é aberta e voltada para os alunos de Bacharelado em Ciências de Computação. A entrada é gratuita e não é necessário fazer inscrição.

 

Resumo

A Estatística tem alcançado um estágio notável de crescimento acadêmico, o qual vem sendo impulsionado por sua enorme aplicabilidade em praticamente todas as áreas do conhecimento, as quais têm produzido uma monumental quantidade de dados que precisam de procedimentos estatísticos adequados que permitam sua análise com eficiência. Além disso, temos observado o desenvolvimento da Estatística como atividade 
interdisciplinar com potencial para fomentar o desenvolvimento  científico e tecnológico do País, e contribuir de forma efetiva com o setor produtivo para aumentar seu valor  agregado, por meio do desenvolvimento de produtos estatísticos específicos. 
No contexto atual de geração de ideias, invenções, avanços científicos e tecnológicos, a inovação e a transferência tecnológica têm sido cruciais para a interlocução eficiente entre o pesquisador estatístico e a indústria, promovendo interação com os profissionais dos setores público e produtivo, bem como com a população.
Nesta conferência apresento os principais projetos e produtos estatísticos que vêm sendo desenvolvidos junto ao Centro de Estudos do Risco (CER) e ao Centro de Matemática e Estatística Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI) no sentido de aproximar a academia, o setor produtivo e a população em geral.  Também discuto as oportunidades que este admirável mundo novo de dados oferece aos que nele adentram, e como estamos contribuindo para a formação de um novo profissional necessário para atuar dentro dele de forma eficiente.

 

Informações do palestrante

Francisco Louzada é Professor Titular da Universidade de São Paulo, junto ao Instituto de Ciências Matemáticas e Computação, Diretor do Centro de Matemática e Estatística Aplicadas à Indústria (CeMEAI), Diretor de Transferência Tecnológica do CEPID-CeMEAI, Coordenador do Laboratório de Estudos do Risco (CER-USP), Editor dos periódicos Brazilian Journal of Probability and Statistics e Sankhya A, e das Séries de livros SpringerBriefs in Statistics - BSA (Springer) e Fisher Project of Statistical Books (Blucher), Membro do Conselho Consultivo dos periódicos Journal of Applied Statistics e Revista Brasileira de Biometria, e Editor Associado dos periódicos Communication in Statistics, Quality Tech. & Quantitative Management (QTQM), Journal of Statistical and Econometric Methods e Revista Brasileira de Estatística. Francisco Louzada é PhD em Estatística pela Universidade de Oxford (1998), Mestre em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (1991), Bacharel em Estatistica pela Universidade Federal de São Carlos (1988). Atua principalmente nas seguintes áreas: Análise de Sobrevivência e Confiabilidade, Data Mining, Testes Diagnósticos, Inferência Bayesiana, Modelos Não-Lineares e Modelos de Risco.

 

Mais informações

Seção de Eventos do ICMC: (16) 3373-8914

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CeMEAI e Reenvolta fecham parceria com a Prefeitura de Matão

Cidade utilizará novo sistema de gerenciamento de resíduos sólidos

 

Na última segunda-feira (28), representantes do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e da cooperativa Reenvolta se encontraram com o prefeito da cidade de Matão, Chico Dumont, para assinar uma parceria entre as instituições. A reunião foi realizada na sala de reuniões do gabinete da prefeitura.

O CeMEAI desenvolveu um sistema online que permite gerenciar resíduos sólidos de qualquer município. Com a ajuda da Reenvolta, o projeto piloto do programa será feito na cidade de Matão. “Por ora, o sistema tem a capacidade de processar quais são os tipos de resíduos, de onde eles estão vindo e para onde eles estão indo. A gente consegue descrever o que está acontecendo com eles”, conta Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do CeMEAI e professor da USP em São Carlos.

Segundo o coordenador administrativo da Reenvolta, Paulo José Penalva Mancini, a parceria é importante pelo pioneirismo. “A nossa ideia é utilizar mais e melhor a tecnologia da informação para uma área que é relativamente nova no Brasil. A pesquisa sobre resíduos sólidos começou na década de 90 e ainda há muito o que se fazer, porque isso envolve questões de hábito, cultura, economia, tributos e fiscais”, argumenta Mancini.

O prefeito de Matão, Chico Dumont, também comemora a união em prol do meio ambiente. “A gente percebe as dificuldades que os municípios têm em relação aos resíduos sólidos e, para nós, vai ser muito importante. Vamos dar um passo grande para que a gente possa melhorar ainda mais o meio ambiente e a qualidade de vida da nossa população com essas informações que serão gerenciadas pelo sistema”, complementa.

A parceria entre o CeMEAI e a Reenvolta foi firmada em setembro do ano passado e tem duração de um ano, com possibilidade de renovação.

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Olheiro virtual

ch

No Brasil e no mundo, a forma mais comum de encontrar talentos no esporte é o trabalho de olheiros. Como o nome diz, são especialistas que ficam de olho em jovens atletas para descobrir os mais promissores. Esse processo, no entanto, é lento, trabalhoso e pode deixar muitos esportistas talentosos passarem despercebidos – imagine estar num mau dia justamente quando da passagem do olheiro pelo seu centro de treinamento?

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

Página 4 de 6