Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
olhar digital

 

Uma plataforma criada por pesquisadores do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp foi capaz de calcular a quantidade de vidas salvas a partir da implementação das medidas de isolamento social no Brasil.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

cbn

 

Professor do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp, Paulo Silva comenta estudo que estima que o isolamento social mínimo de 50% contra o novo coronavírus, nas próximas duas semanas, pode salva uma vida a cada 4 minutos.

 

CLIQUE AQUI para ouvir a reportagem!

band

 

Uma pesquisa da Unicamp mostrou a importância do isolamento social. Ela mostra que o isolamento social salva uma vida a cada 4 minutos e 2 segundos. O levantamento apontou que se a gente permanecer com o isolamento social por 14 dias, no dia 21/5 serão salvas 770 vidas no Brasil e 542 no estado de São Paulo.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

logo record

 

Um estudo desenvolve uma plataforma que calcula quantas vidas podem ser salvas com o isolamento social. A taxa de isolamento social influencia diretamente na taxa de reprodução do vírus e, de acordo com o estudo realizado pelos pesquisadores do centro de matemática aplicada da Unicamp, se a taxa de adesão no estado de São Paulo estiver acima de 50% nos próximos 14 dias, mais de 8 mil vidas serão salvas. Esse número, apesar de significativo, é pequeno perto da previsão do estado, que estima cerca de 100 mil casos da covid-19 até o fim de maio, caso o isolamento esteja em 55%.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

uol

Cálculos feitos por matemáticos da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) estimam que o Brasil pode salvar uma vida a cada 1,3 minuto se respeitar as medidas de isolamento social nas próximas duas semanas. O estudo "Vidas Salvas", desenvolvido por Paulo J. S. Silva e Claudia Sagastizábal em parceria com o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) da USP (Universidade de São Paulo), se baseia nos dados divulgados diariamente pela União, pelos estados e pelos municípios e compilados pelo Observatório Covid-19 BR.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

 

Cientistas da Unicamp calcularam quantas vidas o isolamento social está salvando no Brasil.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

estadao

 

Pesquisadores do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp desenvolveram uma plataforma que calcula a quantidade de vidas salvas com as medidas de isolamento social durante a pandemia da covid-19. Pelos cálculos, a estimativa é que se o isolamento social registrado na última semana for mantido no Brasil, o número de pessoas que deixam de morrer por dia, vítimas da doença, saltará de 83 para 360, dentro de uma semana, chegando a atingir a taxa de 865 vidas salvas diariamente, em duas semanas - que será dia 20 de maio.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

eptv logo

 

Pesquisadores do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp desenvolveram uma plataforma que calcula a quantidade de vidas salvas com as medidas de isolamento social durante a pandemia da covid-19. Pelos cálculos, a estimativa é que se o isolamento social registrado na última semana for mantido no Brasil, o número de pessoas que deixam de morrer por dia, vítimas da doença, saltará de 83 para 360, dentro de uma semana, chegando a atingir a taxa de 865 vidas salvas diariamente, em duas semanas - que será dia 20 de maio.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

eptv logo

 

Não está fácil ficar em isolamento social, mas, nesse momento, é muito necessário. Um estudo feito por pesquisadores do CeMEAI, que reúne profissionais de várias instituições como USP e Unicamp, aponta que um brasileiro pode ser salvo a cada quatro minutos por causa da quarentena, já que ela reduz a transmissão do novo coronavírus.

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

Uma pandemia, muitas quarentenas

piaui logo

 

Com um sétimo da população chinesa, o Brasil superou a China em número de mortes por Covid-19 e daqui a uma semana deverá ter o dobro das mortes registradas naquele país, segundo projeção matemática do Imperial College de Londres. Enquanto as mortes aumentam, as medidas de distanciamento social vêm sendo relaxadas, e o movimento nas ruas cresceu desde o fim de março. Para um grupo de matemáticos e pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), há uma explicação para isso: a quarentena brasileira foi mal planejada e, em algumas regiões, precoce. O preço que se paga por isso é a pressão para arrefecer o isolamento às vésperas do momento mais crítico da epidemia.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

Página 2 de 14