ptzh-CNenfrdeitjarues

Pesquisadora do CeMEAI auxilia na criação do Microscópio Virtual

Pesquisadora do CeMEAI auxilia na criação do Microscópio Virtual

Ferramenta apoia alunos de medicina na aprendizagem durante a pandemia 

microscopio virtual

A pesquisadora do CEPID-CeMEAI Gleici da Silva Castro Perdoná, professora da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP, é coautora do artigo Virtual Microscopy as a Learning Tool in Brazilian Medical Education, que foi publicado pela conceituada revista Anatomical Sciences Education e apresenta resultados positivos sobre a percepção do uso da ferramenta por alunos do curso de medicina da FMRP.

Após a digitalização das lâminas, o grupo implementou um laboratório virtual com lâminas usadas nas disciplinas de histologia para que os alunos pudessem acessar o conteúdo em qualquer dispositivo, como notebook ou celular, com acesso à internet.

O trabalho começou em 2015 e, em 2019, a plataforma foi concluída no formato do laboratório virtual de microscopia. Com a pandemia de covid-19 em 2020, a ferramenta se tornou um recurso essencial para o enfrentamento dos desafios da educação remota emergencial, que se tornou uma regra em todas as disciplinas da Faculdade, o que obrigou os docentes a incorporarem o uso da tecnologia para se adequar à necessidade das aulas online.

As autoras do estudo apontam a excelente aceitação da ferramenta. “Examinar percepções sobre o manuseio, eficácia e satisfação sobre a aprendizagem nos dá subsídios para futuros investimentos, treinamentos diferenciados e melhor adequação do tempo de aula e estudo no processo de preparação laboratorial”, disse a professora Gleici da Silva Castro Perdoná.

 

frame gleici

A professora Gleici Perdoná é pesquisadora do CEPID-CeMEAI

 

Os alunos participantes do estudo foram divididos em dois grupos, sendo que um deles era composto por 91 estudantes que foram matriculados em 2015 e que usaram o microscópio tradicional e por 98 que foram matriculados em 2019 e que usaram a ferramenta digital e a analógica.

Um dado relevante é que 94,75% dos estudantes indicaram que o microscópio virtual é eficaz ou altamente eficaz, contra 45,83% para o microscópio tradicional. A maioria dos alunos, mais de 95%, apontou que a microscopia virtual foi importante ou muito importante para o crescimento do aprendizado e apenas uma pequena parcela considerou indiferente ou pouco importante quando comparado com a ferramenta analógica.

Ao comparar os dois grupos de alunos foi possível perceber que o desempenho acadêmico continuou igual. A performance foi verificada na avaliação das estruturas histológicas ou prova prática, que é uma avaliação focado no domínio cognitivo e envolve a identificação das estruturas nas lâminas preparadas com tecidos do corpo humano.

O artigo conta com a autoria da médica Fernanda Somera dos Santos e das professoras Katiuchia Uzzun Sales, Gleici da Silva Castro Perdoná e Mariana Kiomy Osako, todas da FMRP e colaboração da biomédica Márcia Gaião Alves.

Com informações do site da FMRP.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira – Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (19) 99199-8981

Última modificação em Quinta, 27 Mai 2021 15:45